O ethereum, segunda moeda digital mais importante do mundo, passou ontem por uma grande atualização de software que, segundo operadores e analistas, deve resultar em um corte significativo em sua oferta.

A atualização do ethereum virá para reduzir o custo de complexidade de interações e comunicações em sua rede.

A moeda vai passar por dois procedimentos de “cortes”, que, em essência, vão criar uma nova versão do software, que dará aos mineradores menos incentivos para investir na produção de novas moedas.

“É bem importante”, disse Mati Greenspan, analista da eToro, em Israel. “A equação de oferta e demanda vai ser bastante alterada.”

Além disso, a redução na oferta de ethereum pode causar movimentos de preços em outras importantes criptomoeadas.

Os movimentos de preços de moedas digitais tendem a ser altamente correlacionados. Um recente rali de seis dias do bitcoin, uma rara série de ganhos, ocorreu em parte por conta de uma queda no número de novas moedas de ethereum.

Na tarde de ontem, o ethereum era negociado em alta de 1,1 por cento, a cerca de 136 dólares. A moeda acumula alta de quase 30 por cento neste mês, ante ganho de 12 por cento do bitcoin.

O ethereum, como outras criptomoedas, é produzido quando mineradores resolvem enigmas algorítmicos, que normalmente são processos que demandam muita energia e custos elevados.

Mineradores conseguem três moedas quando resolvem um enigma. A atualização reduzirá o número de moedas criadas para duas.

Um corte no sistema de distribuição de bitcoin em 2017 causou grandes flutuações nos mercados de criptomoedas, algo que analistas disseram que provavelmente não vai ocorrer como resultado das atualizações no ethereum.

O ethereum tem valor de mercado de 14,6 bilhões de dólares ante 68 bilhões do bitcoin, segundo o site de acompanhamento CoinMarketCap.

Fonte: Agência Reuters

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta