A IBM e a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) fecharam um acordo para a criação do mais avançado Centro de Pesquisa em Engenharia em Inteligência Artificial do Brasil. As pesquisas serão aplicadas a diferentes segmentos do mercado, com foco em recursos naturais, agronegócio, meio ambiente, finanças e saúde, com o objetivo de fomentar avanços científicos significativos sobre o potencial da IA.

Com financiamento de longo prazo – mínimo 2 e máximo 10 anos – IBM e Fapesp reservarão, cada uma, até US$ 500 mil por ano para implementar o programa, que contará com avaliações periódicas das atividades do Centro.

Esta será a maior parceria do Brasil
entre uma empresa de TI e o setor acadêmico para a colaboração em IA e reunirá
o conhecimento de cientistas, professores e estudantes para a realização de
pesquisa e projetos conjuntos.

O Centro de IA também será o primeiro da América Latina a fazer parte do IBM IA Horizons Network (IAHN), criado em 2016 para promover a integração e colaboração entre as principais universidades do mundo, estudantes e pesquisadores da IBM comprometidos em acelerar a aplicação de IA a alguns dos maiores desafios globais, como assistência médica, processamento e reconhecimento de imagem, aprendizado de máquina, processamento de linguagem natural e tecnologias relacionadas.

IBM e Fapesp também anunciam hoje uma chamada de propostas para que grupos de pesquisadores em universidades e institutos de pesquisa possam apresentar projetos e ideias para tornarem-se parceiros na formação do Centro. A Universidade selecionada irá conferir um aumento no valor investido pela IBM e Fapesp e será responsável pelas instalações físicas, laboratórios, professores, técnicos, administradores para gerir o centro, entre outros. As propostas selecionadas serão anunciadas até abril de 2019 com foco em diversas áreas, incluindo:

  • Algoritmos de IA: desenvolver algoritmos avançados
    para expandir as capacidades de aprendizado de máquina e aprendizado profundo
    (deep learning); criação de sistemas de IA que possam se beneficiar do
    aprendizado robusto e contínuo, capazes de resolver problemas complexos.
  • Aplicações industriais de IA: desenvolver novas aplicações para uso profissional em indústrias como agronegócio, recursos naturais, meio ambiente e finanças.
  • Representação Profunda do Raciocínio e Conhecimento: tratar o desafio
    de criar sistemas de IA com o mais alto nível de raciocínio (linguagem natural,
    dados estruturados, lógica, matemática e programação) para aprimorar a
    capacidade de tomada de decisão, especialmente em problemas industriais.
  • IA em português: acelerar a disponibilidade de
    sistemas de IA que operem no idioma português para que possam ler, processar,
    conversar e falar em português.
  • IA para o Bem: explorar como a IA pode prover
    benefícios econômicos e sociais de maneira holística para uma quantidade maior
    de pessoas, países e empresas. O centro estudará as implicações econômicas da
    IA e investigará como a IA pode melhorar a prosperidade e ajudar os indivíduos
    a conquistarem mais em suas vidas.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta