O SoftBank associou-se a uma empresa de capital de risco para encontrar novos investimentos na América Latina.

A gigante de tecnologia japonesa planeja investir na região ao lado do Valor Capital Group. Nas últimas semanas, a SoftBank financiou a Gympass, startup de academia, uma empresa apoiada pelo Valor. Mais negócios estão chegando.

“Nosso principal objetivo é criar valor juntos e impactar investindo nos melhores empreendedores e empresas do Brasil e da América Latina”, disse Scott Sobel, sócio-gerente e cofundador da Valor Capital, em entrevista no escritório da empresa. em São Paulo. “Também ajudaremos as empresas apoiadas pelo SoftBank que estão fora do Brasil a entrar nos mercados brasileiros”.

A Valor Capital tem US$ 300 milhões investidos em 37 empresas brasileiras e empresas norte-americanas que querem crescer no país. Entre as apostas mais conhecidas estão a empresa de pagamentos Stone, que abriu o capital no ano passado, e a CargoX Transportes, uma oferta do tipo Uber para caminhoneiros. Outras empresas do portfólio incluem a empresa de dados de localização In Loco, a empresa de finanças pessoais Guiabolso e a ajudante de educação Passei Direto.

Em março, a SoftBank lançou um fundo de tecnologia de US $ 5 bilhões com foco na América Latina, liderado pelo diretor de operações Marcelo Claure.

A Valor Capital foi fundada em 2011 por Sobel e seu pai Clifford Sobel, ex-embaixador dos EUA no Brasil. Tem escritórios em São Paulo, Nova York e no Vale do Silício.

“À medida que nossas empresas amadurecem, a SoftBank será um ótimo parceiro para investir e investir diretamente em nossas empresas”, disse Scott Sobel.

Investidores de risco globais colocaram US $ 2,22 bilhões em startups na América Latina no ano passado, mais que o dobro do total de 2017, segundo dados do PitchBook. Este ano, os investidores estão no caminho certo para superar o número de 2018.

“Vimos o mercado no Brasil crescer e amadurecer drasticamente nos últimos cinco anos”, disse Sobel. “Mas ainda achamos que há muito mais espaço para o capital institucional entrar”.

Fonte: Bloomberg

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta