O C6 Bank, banco para pessoas físicas e jurídicas, está com inscrições abertas para a segunda turma do Opp, o hub de oportunidades para startups brasileiras sediado no banco. As startups selecionadas receberão mentoria, capacitação e ficarão incubadas no coworking da instituição financeira no bairro dos Jardins, em São Paulo.

Podem se inscrever no programa startups em estágio inicial e cujos negócios estejam relacionados a verticais como meios de pagamento, créditos e cobrança, soluções de gestão e outras oportunidades que tenham conexão com o C6 Bank e outras empresas do grupo, que conta com companhias como a PayGo (empresa de tecnologia em captura de transações com cartões), a Setis (principal fornecedora de soluções para terminais de pagamento do Brasil) e a C6 Capital Securities LLC (corretora de valores mobiliários com sede em Nova York).

Cada empresa receberá quatro meses de mentoria em áreas como negócios, finanças, inovação, tecnologia, marketing, compliance e segurança da informação. Serão selecionadas até 9 startups para o programa e há possibilidade de aporte financeiro de até R$ 70 mil por empresa.

A iniciativa permite que os empreendedores estejam próximos aos sócios do C6 Bank e às empresas parceiras do banco, o que possibilita a troca de conhecimentos e o acompanhamento dos negócios por profissionais experientes. Com foco em conexão de negócio, as startups selecionadas eventualmente poderão distribuir seus produtos no marketplace de serviços financeiros do C6 Bank.

“Ninguém mais inova sozinho. Por causa do dinamismo do nosso tempo, é cada vez mais importante participar de um ecossistema que estimule a criatividade e a disrupção. É por isso que os sócios do C6 Bank participam ativamente do dia a dia das empresas incubadas no Opp. A ideia é apoiar as startups em sua jornada empreendedora, diz Gustavo Torres,head de inovação no C6 Bank.

Na turma anterior tiveram mais de 300 empresas participantes na seleção e três concluíram o programa, sendo elas: Provi, startup de crédito sem garantia focada em pessoa física e no mercado de educação; Travys, que está desenvolvendo uma plataforma de inteligência artificial focada em análise de voz e texto para avaliação de serviços de atendimento ao cliente e centrais de vendas e a AvaliaShop, dedicada à pesquisa de satisfação em pontos de venda e análise de dados para o mercado varejista.

Para essa edição, as inscrições vão até o dia 25 de agosto e podem ser feitas acessando o site. Os interessados devem anexar ao formulário um pitch deck(apresentação que mostra um panorama sobre o negócio). Empreendedores pré-selecionados passarão por uma série de entrevistas, e o resultado das startups escolhidas será divulgado em outubro, mês em que o programa terá início.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta