Acontece, entre os dias 31 de julho e 2 de agosto, a terceira edição da Gramado Summit, um dos maiores eventos para startups do país. No ano passado, a edição recebeu mais de 2.500 visitantes diariamente, além do conteúdo de mais de 60 palestrantes, 130 startups e 80 investidores.

“Em 2018, devido ao crescimento, a Gramado Summit deixou de ser um evento de nicho para se tornar um grande evento de inovação e tecnologia. Conseguimos impactar um país inteiro e realizar entregas reais para nossos parceiros que entenderam o evento como uma grande plataforma para novos negócios”, explica Marcus Rossi, fundador do evento.

Na última edição, foi lançado também o Summit Hub, empresa criada para administrar o evento e que conta com mais duas iniciativas sob seu guarda-chuva: Summit Talks e Start Zero. Com o Talks, Marcus diz que o objetivo é criar oportunidades de conexão direta entre comunidades e empreendedores digitais. “Buscamos entender quais assuntos são relevantes para cada uma das cidades e, assim, escolhemos o tema e convidamos os palestrantes para os painéis. Após a Gramado Summit, estaremos levando o Summit Talks para cidades como Santa Maria, Lajeado e São Paulo”, afirma.

Desde a última edição, participam também startups que já tracionam, algo que não havia anteriormente no evento. Para Marcus, agregar empresas em diferentes estágios é positivo porque engloba dentro do evento diferentes players do ecossistema de inovação nacional.

“Deixamos de ser um evento voltado apenas para startups early-stage para nos tornarmos um grande evento capaz de reunir todo ecossistema, desde jovens empreendedores até grandes players da indústria. Temos cases incríveis de empresas jovens que receberam aporte na primeira e na segunda edição do evento e hoje já estão bem estruturados no mercado. Exemplos bem legais são a Zaply, Contraktor, WeFix, MeEmpresta e Seekfy”, conta.

Edição 2019

Este ano o evento conta com grandes novidades. “A internacionalização da Gramado Summit é algo novo que estamos ansiosos para compartilhar. Para este ano, contaremos com a presença de Mônaco e Hong Kong, que apresentarão seus ecossistemas e buscarão conexão direta com startups brasileiras. Também vale reforçar a clássica Batalha de Startups, realizada em parceria com a Superjobs Venture, em que o melhor pitch da startup expositora receberá um aporte de até R$350 mil.”

Desta vez, serão três palcos de conteúdo: o Getnet, que contará com as principais palestras e as histórias de empreendedores reais que desafiaram o status quo; o palco Share, que abordará conteúdos de marketing e vendas e o palco em parceria com a Comunidade RS, para oferecer a empresários conteúdos práticos sobre o conceito de startup.

“Sempre acreditei na capacidade do Rio Grande do Sul de ser um grande polo para startups, inclusive, este foi um dos motivos pelo qual fundei a Gramado Summit. Vejo que, desde 2017, quando iniciamos, colocamos o RS com destaque no mapa de inovação nacional, fortalecendo cidades afastadas de grandes centros. Vejo que o RS, por prover de uma matriz industrial, tem tudo para se reinventar e se tornar o principal estado do ecossistema de inovação nacional”, completa Marcus.

Ainda há tempo de garantir sua participação no evento! Em parceria com o evento, o STARTUPI oferece um código promocional para os leitores. Para comprar seu ingresso com 25% de desconto, clique aqui.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta