* Por Ralf Germer

O novo modelo de pagamentos que está sendo desenvolvido pelo Banco Central tem tudo para revolucionar a forma como comerciantes e consumidores lidam com o dinheiro e transferências bancárias em todo país.

Uma das grandes vantagens da iniciativa, prevista para 2021, é permitir que transações financeiras sejam efetuadas imediatamente, sem restrições de datas ou horários: hoje, TED e DOC são realizados em dias úteis, entre às 06h30 e 17h.

A medida visa reduzir ou até mesmo acabar com as altas taxas de transferências, abrindo portas para o desenvolvimento de novas soluções financeiras – já que dispensará a necessidade de bancos como intermediários – e para as fintechs e carteiras digitais. Ou seja, para realizar pagamentos por meio do novo sistema, o consumidor poderá simplesmente escanear um QR Code com o seu smartphone, por exemplo.

Além de todas essas facilidades, durante as operações não serão solicitados os dados pessoais do recebedor, como o número do CPF ou do CNPJ, sendo um método muito mais flexível, já que pedirá apenas o telefone ou o e-mail do destinatário. As transações serão confirmadas imediatamente, acelerando o fluxo de dinheiro na economia e permitindo um desenvolvimento muito mais dinâmico. Ao longo do tempo, perceberemos a substituição do dinheiro em espécie e, assim, maior inclusão financeira.

Se me cabe dar um conselho para as empresas que trabalham com inovações no mercado financeiro, diria que os pagamentos instantâneos representam uma oportunidade: acompanhar o comportamento do consumidor e desenvolver soluções cada vez mais ágeis e práticas é extremamente importante, uma vez que o sistema desenvolvido pelo Banco Central vai permitir a participação de todos os players do setor.

Em resumo, a iniciativa veio para trazer praticidade e simplicidade para o consumidor, que procura cada vez mais por processos menos burocráticos. E o melhor: com apenas alguns toques na tela do celular. É o não é o futuro transformando as transações bancárias?

* Ralf Germer é co-CEO e cofundador da PagBrasil, fintech brasileira líder no processamento de pagamentos para e-commerce ao redor do mundo

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta