Defesa Civil é uma das beneficiadas do serviço da Sipremo

Com a proximidade do verão, o brasileiro já se acostuma a carregar o guarda-chuva todos os dias. O final e início de ano marcam aquele período tradicional de fortes chuvas repentinas, que, muitas vezes, causam desastres como inundações e deslizamentos. É para evitar acidentes nesse cenário que surge a Sipremo. A startup trabalha com inteligência artificial para prever com horas de antecedência onde e quando um desastre natural pode ocorrer.

Por meio de uma rede, com suporte de robôs e algoritmos, a startup utiliza bases nacionais e internacionais, como a NASA, para a realização de análise de dados. Assim, governos e empresas, podem ter a previsibilidade de desastres naturais. Uma das principais beneficiadas pelo serviço é a Defesa Civil, que, com o apoio das informações da Sipremo – uma das ferramentas utilizadas pelo órgão – comunica por SMS alertas à população de forma gratuita.

“A Sipremo tem esse objetivo claro de impactar positivamente a vida das pessoas e o maior número de lugares possível. A gente sabe que as nossas análises têm um impacto econômico e social muito grande, já que no Brasil, temos em torno de 160 mortes todos os anos por conta dos desastres naturais”, explica Gabriel Savio, CEO da Sipremo.

Dentre os desastres mapeados pela Classificação e Codificação Brasileira de Desastres (Cobrade), a Sipremo trabalha com os mais frequentes no país: inundação, alagamento, deslizamento, enxurrada, corrida de massa e tempestade. A previsão pode ser realizada, com maior precisão e assertividade, em até 6h antes do início do desastre natural.

Trajetória

Gabriel Savio sempre conduziu projetos de inovação e tecnologia, já sendo, inclusive, reconhecido por isso. Em 2016 foi vencedor do prêmio “Best of the Best” no Centro Paula Souza e, no mesmo ano, recebeu indicação ao “Innovators Under 35 – MIT”.

Desde o início de 2018, o empreendedor está à frente da Sipremo, estruturando uma empresa que tem como intuito salvar vidas. O projeto piloto começou na região metropolitana de São Paulo e, hoje, a atuação se estende por 39 cidades do estado.

Neste semestre, a Sipremo passa por um processo de aceleração no Sevna Startups em Ribeirão Preto, com a meta de crescer a cada dia: “A gente tem como objetivo para os próximos anos atender 15% do mercado nacional e posteriormente expandir essa solução para outros países. Enxergamos o Sevna como um parceiro muito importante nesses planos”.

Outras frentes de atuação

Além do serviço de previsibilidade de desastres, a Sipremo também conta com uma equipe de Gestão do Conhecimento. Com o objetivo de desenvolver uma cultura resiliente e sustentável nas pessoas, surgiu um pacote de metodologias, conceitos, materiais, identidade visual e User Experience (UX) para uma capacitação eficaz.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta