A MRV, uma plataforma de soluções habitacionais, acaba de anunciar o encerramento da primeira oferta pública de cotas do Luggo Fundo de Investimento Imobiliário. O primeiro fundo imobiliário residencial do Brasil conta com quatro empreendimentos situados nas cidades de Belo Horizonte (MG), Campinas (SP) e Curitiba (PR) e a oferta totalizou R$ 90 milhões, com o cadastro de 2 mil CPFs.

A Luggo é uma startup da MRV para a locação e gestão de ativos residenciais. Após a construção feita pela MRV, a locação e a administração são feitas pela Luggo e os ativos dos condomínios são transferidos a um fundo imobiliário, uma maneira de investir em imóveis de forma indireta. Em 2019, os fundos imobiliários atingiram um recorde de captação no Brasil chegando a R$32,5 bilhões, o dobro do último recorde, em 2011, quando foram captados R$ 16,1 bilhões. Atualmente são mais de 500 mil cotistas, reforçando os fundos imobiliários como uma forma segura e rentável de renda para o investidor.

“Os condomínios ainda oferecem serviços e comodidades que visam facilitar o dia a dia dos moradores. Nosso olhar está totalmente voltado para a experiência de nossos clientes, aliando tecnologia aos serviços para assim oferecermos o que há de melhor para eles”, explica Rafael Menin, presidente da MRV.  Na experiência “Viver Luggo”, os moradores têm diversas opções de serviços, alguns deles inéditos no mercado de locação, como aluguel de carros, lavanderia compartilhada, limpeza e locker. Também há espaços de uso comum, como coworking, espaço pizza e espaço kids. Os novos condomínios também oferecem internet de alta velocidade, armários planejados, box, cortinas e luminárias. Os empreendimentos também contam com um sistema completo de segurança, portaria virtual 24 horas e acesso por tags eletrônicas.

“É importante destacar que o conceito ‘Viver Luggo’ não se resume apenas a oferta de serviços e facilidades tecnológicas. Valorizamos a integração entre as pessoas realizando eventos para fomentar o senso de pertencimento e a satisfação dos moradores, criando assim as comunidades Luggo”, reforça Menin.

O preço médio de aluguel nas unidades do Luggo Ecoville, primeiro condomínio em Curitiba, é de R$ 1.574,00. Os valores podem variar de acordo com a cidade. Ao longo dos próximos meses serão lançados dois empreendimentos em Campinas (SP) e Curitiba (PR). A Luggo também planeja construir novos empreendimentos em cinco estados, nas cidades de Salvador (BA), São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Porto Alegre (RS) e Brasília (DF), alcançando cerca de 1.600 novas unidades, ainda sem data prevista para lançamento.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta