A Finplace, empresa que conecta de forma 100% online, micro, pequenas e médias empresas que buscam crédito às instituições financeiras, anunciou uma importante parceria com a Anfac (Associação Nacional de Fomento Comercial) que promete facilitar a vida das MPMEs, que lidam atualmente com a falta de capital de giro.

“É um acordo extremamente relevante porque chega em um momento muito delicado da economia (causado pela pandemia do covid-19) no qual a oferta de crédito para os micro e pequenos empreendedores praticamente desapareceu”, explica Felipe Avelar, CEO da Finplace.

Com a parceria, a Finplace deve incorporar ao seu marketplace de antecipação de recebíveis, disponível no link e que já movimentou mais de R$ 35 milhões em cerca de 6 meses, pelo menos 115 novos financiadores associados à Anfac, atingindo com isso um número de 150 financiadores disponíveis na sua plataforma. As instituições que fazem parte da Associação terão acesso às mais de 430 empresas que utilizam a plataforma da Finplace em busca de crédito, além de os associados contarem com uma tarifa diferenciada por transação.

“A parceria com a Finplace nos permite oferecer uma ótima alternativa para que os nossos associados tenham acesso a mais clientes, aumentem sua capacidade de obter novos negócios e de reduzir custos”, destaca Luiz Lemos Leite, presidente da Anfac.

Através da plataforma, totalmente digital, basta uma nota fiscal para transformar um recebimento futuro em capital de giro em minutos, sem a burocracia dos sistemas tradicionais.

Do lado de quem está em busca de crédito, nenhum valor é cobrado para antecipar os recebíveis. Vale lembrar que outras opções disponíveis no mercado cobram tarifas  tanto do cedente (tomador de crédito) quanto do financiador. Já na Finplace, estas instituições financeiras pagam apenas um valor fixo de acordo com o volume da operação, e não um percentual do valor negociado. O valor cobrado das instituições financeiras começa em R$ 20 por operação.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta