A Mastercard anunciou hoje que está iniciando os preparativos técnicos para implementar no Brasil e no México o checkout online “Click to Pay”, com base no padrão EMV Secure Remote Commerce.

“A pandemia da covid-19 mudou os hábitos de consumo e o comportamento de compras de consumidores em todo o mundo, acelerando o crescimento do comércio eletrônico. Essa é uma tendência que veio para ficar, por isso, oferecer aos consumidores experiências de compra online mais simples e seguras nunca foi tão importante”, diz Ana Paula Lapa, vice-presidente de Inovação e Produtos da Mastercard Brasil e Cone Sul.

Atualmente, vários sites de e-commerce apresentam uma infinidade de botões para finalização da compra, o que pode ser difícil para os comerciantes gerenciarem, e confuso para os consumidores lidarem. Com o crescimento do comércio eletrônico, o Click to Pay agora ajuda a atender à crescente necessidade de uma experiência de compra consistente e simples para o consumidor, assim como uma proteção mais forte das informações de pagamento no comércio digital.

O Click to Pay tem o objetivo de tornar a finalização de pagamentos online simples e segura para os consumidores em sites, aplicativos e dispositivos conectados, substituindo a inserção dos dados de pagamento e informações no momento do checkout, processo que demanda muito tempo.

A solução avançada de checkout digital reflete a experiência consistente e interoperável da finalização de pagamentos em lojas físicas – com um terminal para aceitar todos os pagamentos com cartão. A visão para o futuro é que o Click to Pay proporcionará aos consumidores uma experiência otimizada em qualquer ambiente ou canal de pagamento digital.

Para os comerciantes, isso significa uma solução de pagamento mais eficiente que ajudará a reduzir as taxas de abandono de carrinho de compras, bem como uma maneira de oferecer várias bandeiras de cartões para finalização de pagamento digital em uma integração perfeita. Para os consumidores, isso significa maior consistência e menos etapas ao final da compra, independentemente da escolha de pagamento.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta