Por meio virtual, e com a presença do governador Romeu Zema, foi lançado nesta sexta-feira, o Projeto Desenvolve Minas Gerais

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, anunciou nesta sexta-feira (14) que a instituição vai elaborar um guia para candidatos a prefeitos empreendedores como uma forma de incentivar o apoio aos pequenos negócios no país.

Melles participou do lançamento oficial do Projeto Desenvolve Minas Gerais, promovido pela Associação dos Municípios Mineiros (AMM), em parceria com o Sebrae. A iniciativa tem como objetivo criar estratégias para melhorar o ambiente para as micro e pequenas empresas, e será desenvolvida em mais de 850 cidades. O evento, realizado por meio virtual, teve a presença do governador do estado, Romeu Zema (Novo).

“Os governos têm que usar mais o Sebrae, que tem hoje um dos grupos técnicos mais qualificados”, disse Melles, colocando a instituição à disposição dos estados e municípios, ressaltando que a entidade sempre apoiou o setor público. “Queremos parceria com todos os setores e nossa meta agora é elaborar um guia para os candidatos a prefeitos empreendedores”, anunciou o presidente do Sebrae, ressaltando que a corporação já tem outras ações envolvendo os municípios, como as salas do empreendedor, o incentivo às compras dos produtores locais, os Agentes de desenvolvimento e de Inovação, entre outras ações.

“O projeto caiu como uma luva nesse momento”, afirmou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema. “É uma oportunidade para as micro e pequenas empresas ter mais oxigênio e o Sebrae sempre tem feito um grande trabalho com o empreendedor”, acrescentou o governador, que também anunciou que seu governo vai adotar uma série de medidas para desburocratizar o setor. “O Estado atrapalha a vida de quem quer produzir e temos eliminado uma série de complicações, simplificando a vida de quem quer trabalhar”, ressaltou Romeu Zema.

Para o presidente da AMM, Julvan Lacerda, também prefeito de Moema, a parceria firmada entre a instituição e o Sebrae vai render bons resultados. “Vamos incentivar ainda mais a instalação das salas do empreendedor, além de fortalecer o empreendedorismo nas escolas”, observou Lacerda, explicando que a parceria já havia sido feita em dezembro de 2019, mas que só foi oficialmente anunciada em 2020, em função da pandemia.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta