No guia do candidato, Sebrae propõe ações práticas para que os futuros gestores e parlamentares municipais potencializem as vocações locais, incentivando o empreendedorismo

Até o fim do ano, o Sebrae vai realizar um levantamento de 110 regiões em todo o país, com chances de conquistar o reconhecimento oficial como Indicações Geográficas (IGs). Atualmente, o Brasil possui 70 IGs registradas, com expressiva participação de pequenos negócios, principalmente dos segmentos do agronegócio e artesanato, localizados nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Ao ser reconhecida como uma IG, além de conquistar proteção, o território atrai oportunidades de negócios, com a agregação de valor aos produtos e serviços registrados do local, maior acesso a mercados dentro e fora do país, aumento do fluxo de turistas, dentre outros benefícios. Diante desse enorme potencial de desenvolvimento, o Sebrae orienta que os futuros gestores e parlamentares dos municípios brasileiros, que serão escolhidos nas próximas eleições, priorizem ações que fortaleçam a identidade dos municípios, a partir da valorização do empreendedorismo local.

Para colaborar com os candidatos e candidatas na construção de uma agenda de desenvolvimento, capaz de promover o dinamismo e desenvolvimento sustentável, o Sebrae lançou o documento Guia do Candidato Empreendedor, com o apoio Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), do Instituto Rui Barbosa, com a Associação Nacional dos

Membros do Ministério Público e da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil.

O guia indica um conjunto de ideias para o plano de governo de desenvolvimento econômico dos municípios, com a valorização dos pequenos negócios, que representam 98% das empresas do país e colaboram com quase 30% do PIB (Produto Interno Bruto). Para conhecer o Guia na íntegra e as iniciativas do Sebrae que contribuem para a transformação dos municípios, basta acessar o endereço eletrônico: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/parceirodomunicipio

“O Brasil é um país rico em diversidade de todas as formas, com regiões que apresentam suas especificidades, história e tradição com grande valor. É fundamental que os futuros prefeitos, prefeitas, bem como vereadores e vereadoras atuem no fortalecimento dessa identidade local, promovendo o que o município tem de melhor e apoiando os segmentos econômicos estratégicos dos pequenos negócios para potencializar a economia de acordo com as características da região”, explicou o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Em mais uma matéria da Série ‘Sebrae nas Eleições’, a Agência Sebrae de Notícias (ASN) apresenta uma dica sobre como os futuros gestores municipais podem fortalecer o empreendedorismo ao desenvolver as vocações do município, criando um ambiente favorável para o progresso dos negócios locais e trazendo prosperidade regional.

Fortaleça a identidade do município

A oitava dica do guia do candidato empreendedor apresenta ações viáveis que as prefeituras podem adotar para atrair desenvolvimento ao trabalhar a identidade e diferenciação do município e da região, promover o município como destino específico ou integrá-lo a roteiros com municípios vizinhos em rotas de turismo e ao apoiar a participação de empreendedores locais em missões técnicas, feiras e exposições para atrair renda de fora da cidade.

Além disso, uma outra forma de dar notoriedade e reputação aos produtos e atrativos locais é por meio da obtenção da Indicação Geográfica (IG), junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Desde 2003, o Sebrae vem atuando para identificar, estruturar e fortalecer as IGs, como forma de promover a competitividade das micro e pequenas empresas.

As ações propostas pelo Sebrae para o fortalecimento da identidade dos municípios também fazem parte do Programa Cidade Empreendedora, por meio do eixo relacionado ao Marketing Territorial e Setores Econômicos, que desenvolve estratégias e soluções capazes de criar vantagens competitivas na atração de fluxos econômicos para o território.

Case de sucesso

O queijo Canastra é considerado Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, e desde 2012 é protegido pela Indicação de Procedência, um tipo de IG, concedida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A indicação protege o queijo Canastra de falsificações e proporciona claros benefícios econômicos, como a valorização do produto, a promoção do associativismo, o estímulo ao turismo, o desenvolvimento regional. A marca coletiva “Região do Queijo Canastra” é administrada pela Associação dos Produtores.

Semana do Empreendedorismo

O Sebrae, juntamente com um conjunto de instituições parceiras, promove entre os dias 16 e 22 de novembro a 13ª edição da Semana Global de Empreendedorismo (SGE). A Semana Global tem o objetivo de fortalecer e disseminar a cultura empreendedora, conectando, capacitando e inspirando as pessoas a empreender. Nos últimos três anos, a SGE mobilizou no Brasil mais de 2,5 milhão de pessoas, com cerca de 20.000 atividades – o que faz da Semana brasileira a maior do mundo, com sete premiações internacionais. Acompanhe o que está previsto e clique aqui.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta