A SpaceX, empresa de foguetes de Elon Musk, enviou quatro astronautas à Estação Espacial Internacional na semana passada, a primeira missão da Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) a colocar uma tripulação em órbita a bordo de uma espaçonave de uma empresa privada.

A recém-projetada cápsula Dragon da SpaceX, que a tripulação apelidou de ‘Resilience’, decolou no foguete SpaceX Falcon 9 às 19h27, no domingo, do Centro Espacial Kennedy da Nasa, situado no Cabo Canaveral, na Flórida.

“Foi um passeio e tanto”, disse o astronauta Mike Hopkins, da Tripulação Dragon, ao controle da missão SpaceX cerca de uma hora após a decolagem. “Houve muitos sorrisos.”

A Tripulação Dragon elevou sua órbita gradualmente ao longo de 27 horas por meio de uma série de disparos de propulsores a bordo, dando aos astronautas tempo para saborear jantares pré-embalados e cerca de oito horas de descanso antes de atracarem na Estação Espacial Internacional às 23h do fuso horário do leste dos EUA na segunda-feira.

Um vazamento de ar causou uma queda de pressão inesperada na cápsula menos de duas horas antes da partida, disseram autoridades da Nasa, mas técnicos afirmaram ter realizado um exame de vazamentos bem-sucedido e o lançamento previsto foi mantido.

A tripulação da ‘Resilience’ foi composta por Hopkins e mais dois astronautas da Nasa, o piloto da missão, Victor Glover, e a médica Shannon Walker. Eles ainda receberam a companhia do astronauta japonês Soichi Noguchi, que já havia viajado no ônibus espacial norte-americano em 2005 e na russa Soyuz em 2009.

Fonte: Agência Reuters

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta