Empresa destaca ganho de mercado e fortalecimento da marca com a chancela do Programa

Nos últimos cinco anos mais de 2 mil empresas participaram do programa Selo Alimentos do Paraná. A chancela reconhece a eficiência na gestão, segurança e qualidade alimentar de produtos de agroindústrias, indústrias e empreendimentos que beneficiam alimentos e bebidas de pequeno porte. São negócios que conseguiram inovar seus produtos e serviços, aperfeiçoar a gestão, expandir seus negócios e se internacionalizar.

A Maria Maria Soluções em Food Service foi uma delas. Fundada há 20 anos, em Curitiba, pelo empreendedor José Sérgio Prado Pereira, a empresa fidelizou novos clientes – entre eles alguns com renome nacional, após atestar, por meio do selo, a qualidade de seus produtos, como salgados e doces, que são congelados e distribuídos para diversas regiões do Estado e do Brasil.

O negócio que começou com apenas um colaborador, hoje conta com 31 funcionários e com uma variedade de 80 tipos de produtos. “Com a expansão da empresa nos deparamos com clientes exigentes e preocupados com a segurança alimentar. Já havíamos participado de outros programas, mas o Selo Alimentos do Paraná nos permitiu fortalecer a nossa marca e ter mais credibilidade no mercado”, conta José Sérgio.

Segundo ele, a busca por melhoria é contínua para profissionalizar cada vez mais os processos. “Pontuamos os itens que são possíveis de melhorar, buscamos ter controle do que já foi conquistado e estamos atentos ao check list”, diz. O resultado foi a primeira colocação na categoria Alimentos Prontos e Pré-Prontos.

O Selo Alimentos do Paraná é uma realização do Sebrae/PR em parceria com a Fecomércio PR, Fiep, Associação Paranaense de Supermercados (Apras) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). No cronograma, as empresas interessadas em obter o Selo participam de atividades como capacitações, treinamentos e consultorias. Na última etapa, uma certificadora analisa questões como qualidade dos processos, gestão empresarial, análises laboratoriais dos produtos e auditorias. Os empreendimentos que receberem as melhores pontuações são premiados com o Selo. A metodologia segue as normas sanitárias vigentes e o MEG – Modelo de Excelência da Gestão, da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

Com a pandemia, conforme explica a coordenadora estadual de Agronegócios do Sebrae/PR, Maria Isabel Guimarães, as empresas participantes do programa também podem buscar o atestado de conformidade da Covid-19.

“A participação no Programa é limitada e é uma excelente oportunidade de mostrar a preocupação com a gestão do negócio e com a segurança alimentar, incluindo os cuidados com os funcionários, com os equipamentos utilizados e com a legislação”, frisa.

Os interessados em obter mais informações podem acessar a página do Selo Alimentos do Paraná (www.sebraepr.com.br/agronegocios/selo-alimentos-do-parana/).

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta