Desta vez, a premiação será voltada especialmente aos educadores e traz novidades com o reconhecimento de iniciativas no enfrentamento da pandemia e participação de um Júri Popular na etapa nacional

A abertura das inscrições da 2ª edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, que começou nesta segunda-feira (12), foi marcada pela realização de um webinar sobre a premiação. O evento online apresentou detalhes da premiação que, em 2021, será voltada especialmente para reconhecer projetos desenvolvidos pelos educadores brasileiros nas instituições de ensino fundamental, médio, profissionalizante ou superior reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC).

“Sabemos que cada um de vocês precisou empreender muito na Educação desde 2020, porque de uma hora para outra, por causa da pandemia, vocês precisaram pensar e aplicar novas metodologias e, ainda, serem mais criativos e curiosos. Queremos aprender com vocês e partilhar essas práticas que certamente são inovadoras para outras comunidades escolares”, ressaltou a gerente adjunta de Cultura Empreendedora do Sebrae, Flávia Fernandes.

As inscrições para a 2ª edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora poderão ser realizadas entre os dias 12 de julho e 10 de setembro. Para isso basta acessar o site do Prêmio. Poderão participar projetos implementados entre maio de 2019 e junho de 2021. São válidas práticas desenvolvidas em uma aula específica ou de forma transdisciplinar com duração e formatos diversos. Isso inclui cursos, programas, desafios, competições, atividades no contraturno ou em interação com a comunidade do entorno da instituição de ensino.

Durante o webinar, a diretora do Porvir, Tatiana Klix, explicou como será a dinâmica do prêmio neste ano que tem algumas mudanças da edição passada. A instituição é parceira técnica do Sebrae na realização do prêmio. Segundo ela, entre as novidades, está a divisão da categoria do Ensino Fundamental em duas, sendo uma para os anos iniciais e uma para os anos finais. Além disso, a premiação nacional reconhecerá com destaque projetos realizados no âmbito da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e no enfrentamento dos desafios da pandemia da Covid-19.

Assim como a primeira edição, o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora terá uma premiação estadual dos três melhores projetos, com troféus Ouro, Prata e Bronze, com indicação do primeiro lugar para a fase nacional. A premiação nacional está prevista para fevereiro de 2022 com a entrega de troféus, menção honrosa, reconhecimento de destaques e a participação de um Júri Popular para escolher a melhor prática. Os finalistas da etapa nacional também serão convidados para participar de uma missão técnica.

A diretora destacou que os critérios para avaliação dos projetos vão levar em consideração a criatividade, inovação, uso de metodologias ativas, resolução de problemas reais, promoção do protagonismo dos estudantes, impacto na escola e na comunidade, entre outros.

“Entendemos que a Educação Empreendedora não pode acontecer apenas com as metodologias tradicionais de transmissão de conteúdos. Se estamos buscando desenvolver toda as competências empreendedoras, espírito crítico e condições de empreender, seja em seus projetos de vida, abrir uma empresa ou criar uma solução inovadora, é preciso submeter os estudantes a outros tipos de metodologias mais ativas”, explicou.

O webinar também contou com a participação de dois educadores vencedores da primeira edição do prêmio na categoria Ouro. O professor Vicente de Paulo, da Escola de Lourdinas de Campina Grande (PB), apresentou o projeto desenvolvido com os alunos do ensino médio com foco no empreendedorismo e inovação. Os estudantes tiveram a oportunidade de desenvolver soluções de robótica, dispositivos móveis e de reaproveitamento de alimentos. Já o professor Cézar Santos, do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário de Várzea Grande (MT), apresentou o projeto vencedor na categoria Ensino Superior. Ele compartilhou a experiencia dos estudantes na criação e execução de um projeto para reforma de uma creche em uma comunidade carente da região.

“Esse projeto surgiu de uma demanda da universidade para colocar em prática o que os alunos aprenderam na teoria. Resolvemos nos inscrever na 1ª edição do prêmio em 2018 do Sebrae sem nenhuma perspectiva e tivemos a grata surpresa de sairmos vencedores. Foi uma experiência fantástica”, declarou Cézar Santos.

Para conferir como foi o Webinar Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora – Tudo o que você precisa saber, clique aqui.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta