A EmCasa, proptech que combina tecnologia e profissionais para melhorar a experiência de compra e venda de imóveis, recebeu um aporte de R$ 110 milhões numa rodada liderada por Globo Ventures, Igah Ventures, Flybridge, Monashees, Maya Capital, Pear Ventures, NBV e ONEVC.

Fundada em 2018 por Gustavo Vaz e os empreendedores Lucas Cardozo e Gabriel Laet, o EmCasa tem como proposta oferecer uma melhor experiência para quem compra ou vende imóveis no Brasil. Para isso, a empresa usa visita virtual com tecnologia 3D, integração com bancos e digitalização de processos e corretores para garantir vendas mais intuitivas e suporte contínuo durante a busca por uma propriedade.

“A tecnologia tem outro papel muito estratégico no nosso modelo: o de direcionar os especialistas a entregarem uma melhor experiência de compra e venda. Nós criamos todos os sistemas, algoritmos, processos, e automatizações do zero, e toda essa tecnologia proprietária e inteligência ensinam e apoiam os Especialistas no atendimento ao cliente.”, explica Vaz.

A empresa pretende investir o valor em tecnologias proprietárias, expansão operacional para novos bairros e cidades, e desenvolvimento de produtos financeiros. Atualmente, a proptech opera em São Paulo e Rio de Janeiro.

“A compra da casa própria é a transação mais importante da vida das pessoas, e a EmCasa nasceu para fazer essa experiência ser mais simples, agradável e segura”, declara Gustavo. “O investimento será utilizado para o crescimento da proptech. Nossa tecnologia proprietária e modelo de atuação inovador já deixaram milhares de clientes satisfeitos, e o objetivo agora é levar esse serviço para cada vez mais pessoas”, complementa.

“A EmCasa criou algo único e inovador – a empresa investigou e mapeou como deveria ser uma jornada ideal de compra e venda, transformou esse conhecimento em desenvolvimento de sistemas e metodologias próprias, e criou uma estrutura internalizada de tecnologia e vendas para apoiar o cliente durante a transação. Os resultados são impressionantes e é uma honra investir na companhia nesse momento especial de aceleração”, declara Luis Lora, Managing Partner da Globo Ventures, executivo que liderou o investimento na startup pela Globo Ventures.

Dennis Wang, managing director da Igah Ventures afirma que enxergou potencial na proptech. “Buscamos iniciativas inovadoras, que tenham o foco em soluções tecnológicas, em empresas com um time diversificado e especializado, com um grande potencial de crescimento, como é o caso da EmCasa. Conhecemos a companhia desde quando ainda era uma ideia em 2018 e desde então, acompanhamos o seu crescimento e todo o desenvolvimento, o que fizeram com que a investida tenha se consolidado como um dos principais players do setor”, enfatiza.

Antes dessa captação, a empresa já havia recebido R$48 milhões em investimento. O valor foi utilizado para construir os sistemas e metodologias que utilizam atualmente. Parte do investimento também foi destinado ao crescimento do time e ao marketplace.

Foto em destaque: Gabriel Laet, Gustavo Vaz e Lucas Cardozo, fundadores do EmCasa.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta