A Education Journey, plataforma que oferece produtos e soluções educacionais em tecnologia na forma de benefícios, acaba de captar R$ 1,2 milhão em uma rodada pré-seed. Os recursos são provenientes dos fundos Latitud Fund, Norte Capital e SaasHolic. Ariel Lambrecht, fundador da 99 e Yellow, também participou da rodada.

O valor será aplicado especialmente na área de tecnologia, para o desenvolvimento e aprimoramento do produto, além de contratações. O objetivo é alcançar 50 mil usuários nos próximos 12 meses. Com isso, a Education Journey alcança um valuation de USD 5 milhões (cerca de R$ 26 milhões).

Fundada em Menlo Park, no Vale do Silício, pela empreendedora Iona Szkurnik, a Education Journey reúne em um só lugar as melhores soluções em educação do mercado. A plataforma é oferecida pelas empresas de forma subsidiada a seus funcionários na forma de um benefício corporativo flexível e estes podem acessar através de uma assinatura.

Seu sistema é integrado às edtechs parceiras por meio de APIs (Interface de Programação de Aplicações), permitindo que os colaboradores das empresas acessem diversos cursos de soft e hard skills para aperfeiçoamento e requalificação. Recentemente, a empresa entrou para o Latitud Fellowship, programa de empreendedorismo criado por Brian Requarth, fundador da Viva Real, que traz empreendedores de toda a América Latina e de diversos segmentos do mercado.

“Nunca houve tanta oportunidade de transformar a educação como agora. Queremos levar mais inovação para que empresas e seus funcionários se mantenham atualizados para um futuro em transformação digital por meio de uma educação de qualidade que atenda as demandas atuais.”, diz Iona Szkurnik, idealizadora do projeto. “Queremos ser o principal hub entre todos os interessados em Educação e Inovação no Brasil e no mundo. Sabemos que não é uma missão fácil, mas com uma comunidade mais forte e informada, as chances de sucesso aumentam”, explica.

A cofundadora Marcela Quintella explica que a escolha dos investidores não foi por acaso. Além do aporte financeiro, a Education Journey buscou investidores que pudessem agregar suas experiências, redes e talento para dar suporte ao crescimento da empresa. “O investimento endossa a visão que temos para a empresa e o futuro da educação corporativa”, explica Marcela Quintella. Com isso, a Education Journey quer aperfeiçoar e requalificar a força de trabalho para um mundo em constante transformação.

Marcela Quintella – Education Journey.

Recentemente a Education Journey foi reconhecida como uma das 25 edtechs mais inovadoras do mundo pela GSV Cup, competição de startups early-stage do Vale de Silício no ramo de educação. A escolha das Top 25 foi feita por um grupo de cerca de 150 investidores do mundo todo com base na avaliação de aspectos como produto, equipe, potencial, previsibilidade e propósito do negócio. A colocação deixa a Education Journey entre os 3,5% melhores concorrentes.

Ecossistema de inovação e o mercado de Educação

Um dos mais aquecidos no momento, o setor de educação estava estagnado há quase 100 anos, preso a um modelo da era industrial. A disrupção já iminente foi acelerada pela pandemia, que forçou usuários a adotarem novas tecnologias e metodologias de ensino e aprendizado. Somente em 2020, foram mais de 11 bilhões de dólares em investimentos. Somente no Brasil, o número de edtechs passou de 434 para 559, aumento de 28%, segundo dados do Distrito. A projeção é que a indústria de edtechs valha USD 350 bilhões até 2025.

Foto de destaque: Iona Szkurnik, fundadora da Education Journey. 


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta