A Bossanova Investimentos, micro venture capital que investe em startups em estágio pré-seed com atuação em todo o país, acaba de anunciar que investiu quase R$ 3 milhões em startups somente no mês de julho. Se comparado com o mês anterior, os investimentos foram 66% a mais quando o número fechou em R$ 1,8 milhão, e se analisarmos os dados com o mesmo período do ano passado, os valores foram de R$ 1,3 milhão, resultando em um crescimento de 130%.

De acordo com João Kepler, CEO da Bossanova Investimentos, a gestora tem como meta investir em 150 startups até o final de 2021. “Um dos nossos planos é aumentar o número de startups investidas anualmente para conseguirmos continuar a nossa missão de democratizar o capital e ajudar o empreendedor no momento que ele mais precisa”, explica.

Em julho, foram realizados investimentos em sete startups, entre elas estão: Deu Bom, Next Fit, CUBi, Medictalks, Snackin, Radar Fit e Dr. Cash. Ao todo, a gestora conta com mais de 900 investimentos diretos e indiretos em mais de 700 startups. Destas, 385 foram investidas diretamente por meio dos comitês criados pela Bossanova ou capital próprio, sendo 184 startups no Brasil e 201 no exterior.

 Ainda segundo Kepler, a Bossanova tem como propósito contribuir com a economia nacional, para que essas empresas consigam se desenvolver e gerar mais empregos. “Temos uma combinação de amadurecimento do nosso portfólio com oportunidade do mercado para obter os melhores resultados. Passamos a enxergar o Brasil como um só, entendendo que, com o nosso smartmoney, as startups espalhadas pelo país afora, inclusive nas pequenas cidades, têm o mesmo potencial daquelas localizadas nos grandes centros”, finaliza.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta