Com apoio do Sebrae, empresa vai desenvolver plataforma de experiências turísticas para Bancorbrás e receberá investimentos para desenvolver projeto de alta tecnologia e inovação para segmento do turismo

A Moblix, startup brasiliense que atua na área do turismo, é a grande vencedora do primeiro Desafio Catalisa Corp, realizado pelo Sebrae, em parceria com a Bancorbrás. Em quatro meses de intenso trabalho, 41 startups foram desafiadas a desenvolver uma solução inovadora capaz de realizar a intermediação de fornecedores de empresas de turismo receptivo e clientes finais (turistas), bem como prover tecnologia de apoio às empresas dos receptivos com gestão inteligente dos serviços e pacotes.

De acordo com a analista de inovação do Sebrae, Giovana Serenato, o Catalisa Corp é uma grande oportunidade não só para startups, mas também para as grandes empresas. “Oferecemos aos pequenos negócios inovadores a chance de se aproximarem de novos mercados e criarem relacionamento para que eles se desenvolvam cada vez mais dentro do ecossistema de inovação e se tornem mais competitivos. Por outro lado, as médias e grandes empresas ganham com agilidade, novas ideias e riscos compartilhados, para também inovarem em seus processos de transformação digital”, explicou.

De acordo com Serenato, a partir dessa experiência do desafio, o Sebrae deve potencializar ainda mais a inovação dentro do ecossistema. “Queremos que o impacto seja para a cadeia produtiva das grandes empresas como um todo e atinja maior número de pequenos negócios com soluções inovadoras”, adiantou.

João Bosco Estevam, Gerente de Inovação da Bancorbrás, conta que a Bancorbrás iniciou em 2019 um processo de transformação digital e vem investindo em práticas inovadoras. “O objetivo é melhorar nossas operações, oferecer novos produtos a partir de soluções ágeis e aproximar ainda mais nossos serviços aos clientes”, apontou. O desafio foi criado após a empresa identificar o gap no mercado e a necessidade de uma plataforma integrada que explorasse experiências turísticas, focadas no apoio aos receptivos. “O receptivo é peça fundamental na cadeia de turismo, recebendo nossos clientes e ofertando diversas experiências. O que identificamos foi a dificuldade dos turistas ao buscarem pelas experiências de forma simples e com disponibilidade. Acreditamos que as parcerias irão gerar agilidade e promoverão inovação de ponta no turismo”, afirmou.

Apoio EMBRAPII
Durante o desafio, a Moblix optou pelo apoio da Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) para incrementar ainda mais a sua solução vencedora. A proposta é criar uma Inteligência Artificial capaz de auxiliar na Personalização de Ofertas para Produtos Turísticos, impulsionando a recomendação de produtos e serviços turísticos de acordo com o perfil dos clientes.

A EMBRAPII cofinancia parte do valor do projeto de inovação e conecta empresas aos centros de pesquisas com equipes qualificadas para apoiar o desenvolvimento tecnológico. A Moblix terá disponível R$ 216 mil não reembolsáveis da organização e suporte técnico da Unidade EMBRAPII CEIA/UFG (Centro de Excelência em Inteligência Artificial a Universidade Federal de Goiás) para desenvolver a solução tecnológica.

Parceira no incentivo à inovação da indústria por meio de startups, o Sebrae aportou recursos financeiros no valor de R$ 200 mil que fazem parte do contrato de parceria com a Embrapii, por meio da modalidade de encadeamento tecnológico, na qual há combinação de investimentos e incentivos em conjunto com a Bancorbrás.

Segundo João Bosco, o programa Catalisa Corp do Sebrae e a possibilidade do desenvolvimento de projetos em conjunto com a Embrapii garantem muitos pontos positivos. “O arranjo criado pelas instituições a partir do programa criou um investimento compartilhado para o desenvolvimento da cadeia produtiva do turismo, gerando benefícios para todas as partes. Além disso, a experiência tecnológica, dos centros conveniados pela Embrapii – no nosso caso o CEIA/UFG, será fundamental para o sucesso do produto que utilizará de alta tecnologia e inteligência artificial”, afirmou o gerente de Inovação da Bancorbrás.
Um dos sócios-fundadores da startup, Gustavo Ferreira Souza, explica que a participação no desafio foi um passo muito importante para a empresa, que contribuiu tanto para a evolução da Plataforma Moblix, como para o desenvolvimento de novas oportunidades de negócio. “A participação no desafio foi fundamental para a evolução do nosso produto e, se não fosse pelo Catalisa, nós não teríamos a oportunidade de desenvolvermos novos negócios com uma empresa tradicional no mercado de turismo, como a Bancorbrás”, ressaltou.

Segundo Gustavo, o Catalisa Corp também permitiu que eles fizessem parte do desenvolvimento de um projeto de altíssima tecnologia e inovação que será acessível para pequenas e médias empresas do setor de turismo. “Vamos trazer para o mercado de turismo soluções inovadoras que, normalmente, só estão acessíveis a grandes corporações. Então, a participação no Catalisa e a parceria com a Bancorbrás estão alinhadas a nossa missão de fomentar o desenvolvimento do turismo local e regional, contribuindo principalmente com a retomada do turismo pós pandemia”, avaliou.

Entenda
O Catalisa Corp é uma das frentes de atuação do Catalisa, programa de inovação aberta do Sebrae, que foi desenvolvido para acelerar o processo de inovação de empresas, governo, academia e sociedade. Para isso, o Sebrae mobiliza diversos players do ecossistema de inovação brasileiro para que, de forma colaborativa, solucionem problemas e tragam oportunidades diferenciadas para o mercado.

No caso do Catalisa Corp, o objetivo é impulsionar conexões qualificadas entre pequenos negócios inovadores, como startups, negócios de impacto socioambiental e/ou empresas de base tecnológica, e médias e grandes corporações interessadas em desenvolver soluções inovadoras.

Conheça mais sobre o Catalisa, clicando aqui.

Acordo EMBRAPII Sebrae
O contrato entre EMBRAPII e Sebrae tem como objetivo financiar ideias inovadoras de pequenos empreendedores, buscando potencializar a competitividade de suas empresas no mercado.

No modelo de negócio da EMBRAPII, a organização financia até 1/3 do valor dos projetos inovadores com recursos não reembolsáveis. Antes da parceria com o Sebrae, a exigência de contrapartida financeira das empresas, em alguns casos, limitava o acesso aos recursos da EMBRAPII a projetos inovadores. O acordo auxilia os pequenos empreendedores a complementarem suas contrapartidas nos projetos.

Mês das startups
Agosto é o mês das startups no Sebrae. Esse segmento de negócios, que vem crescendo rapidamente no país, é representado por pequenas empresas inovadoras que criam soluções tecnológicas para diferentes problemas vividos por consumidores e outros negócios (inclusive grandes corporações). O Sebrae preparou para esse mês uma programação com Trilhas de Conhecimento e orientações que vão ajudar os empreendedores a evitarem os erros mais comuns que levam ao fechamento precoce de muitas startups.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta