A Dr.Cash, startup que dá acesso às pessoas que precisam realizar procedimentos em dentistas, cirurgiões e médicos, sem comprometer o limite do cartão de crédito, é liderada pelos executivos Gabriel Meireles e Lucas Hamú. A empresa, que já recebeu em 2019 um aporte da Superjobs e FASP, acaba de receber um novo investimento da Bossanova e também é a primeira empresa brasileira a receber capital da japonesa Incubate Fund.

Segundo Gabriel Meireles, Cofundador da Dr.Cash, a rodada de investimentos que soma R$ 1,5 milhão viabiliza a expansão, contratação e lançamento de novas soluções de mercado ainda para este ano na empresa, com maior foco na inteligência de dados para a área de saúde.

“Ter a Bossanova, que é uma referência nacional e também ser a primeira empresa brasileira investida pelo Incubate Fund, de grande expressão fora do país, é um grande marco que chancela todo nosso trabalho até aqui, agora conseguiremos viabilizar o desenvolvimento de novas soluções, além de potencial expansão internacional no futuro”, comenta o cofundador, Lucas Hamú.

Com atuação em smart money. conselho e networking, os fundos apostaram no modelo promissor de negócios da empresa. “Ao conhecermos a Dr. Cash e os sócios da empresa, reconhecemos o negócio promissor e a escalabilidade, por isso mergulhamos de cabeça para validar o investimento”, comenta João Kepler, CEO da Bossanova Investimentos.

Para Mauricio Oumura, General Partner da japonesa Incubate Fund, a Dr.Cash foi o melhor negócio à primeira vista. “Temos grandes negócios espalhados pelo mundo todo e nosso objetivo ao expandir em um novo país era justamente buscar um negócio inovador que tivesse sinergia com nosso portfólio”, explica o executivo.

Foto de destaque: Lucas Hamú e Gabriel Meireles, cofundadores da Dr. Cash.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta