Evento voltado a professores e gestores escolares vai tratar de temas estratégicos para a educação pós-pandemia

O Sebrae realiza, entre os dias 14 e 17 de setembro, a segunda edição do Congresso de Gestão Escolar – A Liderança como Estratégia Transformadora e Inovadora. O evento tem como público-alvo um universo de aproximadamente 8 mil gestores escolares e professores de escolas públicas e particulares, nas 27 unidades da Federação. O objetivo principal do congresso é disponibilizar conteúdos e ferramentas inovadoras, focadas na solução de problemas enfrentados na educação brasileira, a partir da inovação e da prática de valores humanos.

A escolha dos temas definidos como pilares do Congresso foi feita a partir de uma pesquisa com mais de 2.500 gestores escolares. Esse levantamento mostrou que 58% deles indicaram a Transformação Digital na Educação como maior desafio das escolas nesse momento; seguido de Inovação na Educação (54%); gestão de pessoas (45%) e gestão administrativa-financeira (38%). Com base nessas respostas, o Sebrae convidou especialistas em cada um dos assuntos para dialogar sobre desafios e perspectivas diante do novo cenário da educação no Brasil. 

Segundo Jânio Macedo, gerente de Educação Empreendedora do Sebrae, a educação passou por muitas transformações durante o período da pandemia. Professores, estudantes e gestores escolares precisaram se adaptar à uma nova realidade educacional em uma velocidade inédita. “Todos os setores da escola sofreram mudanças, desde o processo de ensino e a maneira como a escola é administrada até a forma como é feita a gestão das pessoas. Com tantas mudanças, é hora de compreender e falar sobre como será essa escola daqui para frente. Quais os desafios ainda se apresentam, como é possível mitigar ou minimizar determinados impactos sentidos em todos os ambientes escolares”, comenta Jânio. “Os gestores escolares precisaram inovar e criar alternativas para a comunicação com as famílias e a comunidade escolar. Esses são aprendizados que seguem no período pós-pandemia já que o diretor deve ser alguém que fomenta o diálogo e transformações no território em que está a escola”, conclui.

 Programação e inscrições, clique aqui.   

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta