Mesmo com a crise do coronavírus há mais de um ano atingindo o mundo inteiro e trazendo períodos de incertezas para o mercado de trabalho, o setor da educação parece estar em crescente. De acordo com pesquisas, isto acontece pela necessidade de preparar os alunos e profissionais para o futuro deste novo mercado.

Victor Rocha, empreendedor com mais de 20 anos de experiência em negócios, decidiu que era a melhor hora de injetar mais de R$2 milhões em uma startup de educação focada no mercado de trabalho. Além de fazer o papel de investidor-anjo, Victor Rocha também é presidente e fundador da empresa.

BiUP Educação, atualmente sediada em São José dos Campos, interior de São Paulo, é uma escola de formação complementar preparatória para o novo mercado de trabalho. Ela oferece uma plataforma de treinamentos online com formato cíclico, ou seja, são alimentados constantemente e não possuem um fim definido, baseados nos pilares comportamental, técnico e emocional.

Além disso, a empresa que trabalha com um setor próprio interno de vendas e franqueados desde o início, agora está lançando seu plano de venda online direta, sem que as pessoas precisem necessariamente passar pelo contato com algum consultor especialista, abrindo assim mais um grande leque de público-alvo.

Fundada em julho de 2020, no olho da pandemia, a edtech tem como objetivo preparar profissionais melhores para o novo mercado de trabalho, que cada vez mais tem exigido as chamadas soft skills. Além disso, Victor Rocha fundou a startup com a ambição de, em 5 anos, se tornar uma empresa unicórnio no mercado.

Desde que foi fundada, a BiUP está em um crescimento notável. De acordo com seu setor financeiro, de julho de 2020 até agosto de 2021, o faturamento da empresa cresceu em quase 300%. O que também teve um crescimento expressivo foi o número de alunos que bateu o marco de 2.000 no início de junho de 2021, sendo aproximadamente 3.000 no momento, e o número de franquias abertas por todo o território brasileiro que já passa de 30.

A empresa conta com uma plataforma de ensino inovadora e interativa que utiliza de gamificaçãopara engajar seus alunos no seu formato SCORM(Modelo de Referência de Objeto de Conteúdo Compartilhável) além das aulas ao vivo que acontecem uma vez por semana. Ao todo, a empresa já mudou a vida de mais de 3.000 alunos desde sua fundação por meio de seus cursos pagos ministrados por especialistas nas áreas.

Apesar da startup ainda não participar de nenhuma rodada de captação externa, Victor Rocha tem atuado como presidente fundador e investidor de forma sólida, trazendo resultados significativos para a empresa que atualmente conta com um corpo de mais de 30 colaboradores trabalhando tanto em home office como de forma presencial.

Os bastidores

Por trás de uma grande empresa, existe um grande empresário. Victor Rocha não caiu de paraquedas no mundo do empreendedorismo e decidiu do dia para noite que fundaria uma empresa. Sua história com vendas é um pouco mais antiga do que a BiUP.

Victor é ex-sócio acionista e diretor de uma grande rede de franquias nacional onde atuou por mais de 14 anos. Rocha possui mais de 20 anos de experiência em vendas e treinamento de pessoas, além de já ter feito MBA na Universidade de Tampa, na Flórida.

Graças ao seu empenho no mundo das vendas e seu sonho de mudar verdadeiramente a vida das pessoas, Victor Rocha é um case de sucesso no mundo do empreendedorismo e conquistou seu primeiro milhão de reais aos 28 anos.

Hoje, após um ano como presidente e fundador da BiUP e aos 38 anos de idade, 10 anos depois do seu primeiro grande marco financeiro, o empresário segue mudando a vida das pessoas nacionalmente e passando adiante as lições o fizeram mudar de vida – este é seu grande propósito.


Foto de destaque:  Responsáveis pela BiUP Educação.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta