Quando um empresário cria uma empresa, na maioria dos casos, ele tem o propósito de deixar um legado para sua família, funcionários, clientes, fornecedores e sociedade. Porém, muitas vezes, essas intenções geram ações muito diferentes por falta de um planejamento sucessório no processo de saída da empresa. O processo de saída de um negócio é algo inevitável, seja para a sucessão familiar, profissionalização ou venda para terceiros. A mudança de controle é tão certa como os anos de vida que se passam. Então, por que ter o melhor produto, embalagem, propaganda e marca? E na hora de uma decisão certa como a mudança de controle, não se dá prioridade? Por isso a instrução é: planejar e executar um exímio projeto de saída do negócio.
Quanto mais rápido o empresário toma a decisão de entender e diagnosticar antecipadamente essa ação, ainda que de médio ou longo prazo, melhor resultado terá da operação. Não importa o estágio atual do negócio, sempre é tempo de se antecipar aos fatos para tomar melhores caminhos.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta