As empresas selecionadas contarão com mentorias de modelo de negócios e comportamental

As oito empresas selecionadas pelo programa Capital Empreendedor Ciclo 2019, em Cuiabá, passam pela primeira etapa de mentoria. O trabalho é conduzido por Augusto Salles, consultor de aceleração da Troposlab, empresa mineira que já bateu a marca dos 700 negócios acelerados. “Eu tenho trabalhado com metodologias de desenvolvimento ágil de negócio que servem justamente para muni-los de ferramentas para testar os negócios deles de forma mais rápida e barata e, a partir daí poderem tomar decisões mais objetivas quanto às estratégias a serem seguidas”, detalha.

Segundo o economista e analista técnico do Sebrae Nacional, Giovanni Bevilaqua, nessa etapa os participantes têm a oportunidade de organizar melhor e validar os produtos e serviços. Ele lembra que os investidores querem ver empresas com potencial de crescer e destaca ainda que o cenário econômico brasileiro é favorável à diversificação das carteiras de investimento. “A economia brasileira está saindo de um período de recessão, os juros estão mais baixos e por isso os poupadores e investidores estão buscando outras alternativas”. Ele lembra que investir em empresas nascentes é uma opção para rentabilizar, porém de alto risco.

Na avaliação do mentor Augusto Salles, os empreendedores de Cuiabá estão bastante animados com seus negócios. O perfil dos empreendedores é o de um ecossistema novo, que está começando a se desenvolver e precisa gerar cases de sucesso para ajudar a fomentar as próximas gerações de empreendedores locais.

A gestora local do programa, Lorrayne Menezes, destaca que existem algumas empresas bem maduras e outras ainda em busca de formas de se monetizar.

Marcelo Okamura, um dos selecionados, revela que não tinha ideia de que seu projeto de realidade aumentada era uma startup. Pouco antes de entrar na sala para receber a mentoria disse que participar do Capital Empreendedor foi vital para ele desmistificar o assunto e descobrir inúmeras outras possibilidades.

Moisés Martins Mendonça, da EsPlay, outra empresa selecionada, disse que ser selecionado para o programa foi importante para ele pessoalmente e para sua empresa. Na avaliação dele, Mato Grosso ainda é meio tímido no que diz respeito ao desenvolvimento de startups. “Esse trabalho que o Sebrae está fazendo vai despertar muitos idealizadores que nem sabem da existência de investimentos específicos para esse setor”, reforça.

As mentorias são divididas em dois momentos. O primeiro, modelo de negócios, iniciado esta semana, é composto de cinco encontros, sendo dois presenciais e três à distância. A mentoria comportamental, agendada para outubro, também terá um encontro de oito horas coletivo presencial, mais cinco individuais à distância, quando serão trabalhados aspectos comportamentais, como relacionamento, capacidade de execução e liderança.

Para o circuito de investimentos, em 30 e 31 de outubro, em São Paulo, serão selecionadas três empresas de cada estado participante. Em 2019, será desenvolvido em oito estados – Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná, São Paulo e Paraíba. Em Mato Grosso ocorre pelo segundo ano.

Nesta edição do Programa Capital Empreendedor 2019 está programado um workshop voltado para os investidores, abordando conceitos sobre investimento anjo, provocando reflexões sobre a realidade do investimento de capital de risco.

Empresas participantes

  • Nature
  • E Gourmet
  • EsPlay
  • Leadsflay
  • MA Tech
  • MTO2
  • SportBox
  • Travel Corporat

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta