O serviço de saúde estatal do Reino Unido está se unindo à Amazon para fornecer conselhos médicos para doenças comuns como enxaquecas e gripe por meio da Alexa, assistente de voz da gigante de tecnologia, com o objetivo de ajudar mais pacientes em casa e reduzir custos.

O plano é dar aos pacientes – especialmente os idosos, cegos e incapazes de acessar a internet por meios tradicionais – o acesso a informações verificadas pelo Serviço Nacional de Saúde (NHS) usando comandos de voz, disse o governo.

O acordo poderia aliviar a pressão sobre o NHS, reduzindo a necessidade de visitar um médico.

Também marca a mais recente ação da Amazon no setor de saúde após a compra da farmácia online PillPack no ano passado e uma parceria com a Berkshire Hathaway e o JPMorgan Chase nos Estados Unidos, visando reduzir os custos de saúde de centenas de milhares de seus funcionários.

O secretário britânico de Saúde, Matt Hancock, disse que milhões de pessoas já estavam perguntando a Alexa e outros assistentes de voz sobre saúde, e ele queria ter certeza de que eles receberão o melhor conselho em resposta.

Ele disse que o serviço será apoiado por fortes regras de privacidade para proteger a confidencialidade do paciente.

“Existe um claro protocolo que a Amazon e o NHS têm”, disse ele à rádio BBC.

Fonte: Agência Reuters

Publicação Original


Deixe uma resposta