Representantes do governo, de instituições empresariais e parlamentares falaram em defesa da cadeia produtiva e do trabalho desenvolvido historicamente pelo Sistema S

Ampliar o diálogo e as parcerias entre o poder legislativo e o setor produtivo baiano. Com este objetivo, representantes do Sebrae, Fecomércio Bahia, Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb) se reuniram com parlamentares da Bahia em um café da manhã, nesta quarta-feira (21), na Câmara dos Deputados. O encontro também destacou a importância do Sistema S para o desenvolvimento do Brasil, e recebeu autoridades de peso como o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, do Ministério da Economia, Carlos Da Costa.

Carlos Da Costa afirmou que a proximidade com o Sistema S é fundamental para formular políticas públicas que fortaleçam o país. Ele finalizou sua fala destacando a importância da aprovação da MP 881, da Liberdade Econômica. “Temos que remover tudo que atrapalha a criação de emprego. A MP 881 tem um texto construído a muitas mãos, é uma agenda positiva que gera impacto direto nas micro e pequenas, que precisam de iniciativas que estimulem a geração de renda”.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, também reforçou a importância da aprovação da MP 881 para a criação de um ambiente de negócios favorável ao desenvolvimento do empreendedorismo. Melles aproveitou o seu discurso para ressaltar a importância de iniciativas implementadas na Bahia. “Estivemos recentemente na Bahia, eu e o secretário especial Carlos Da Costa, e vimos na Bahia coisas formidáveis. Programas nossos, do Sistema S, que estão dando muito certo”.

Em seguida, o diretor superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, ressaltou a importância do encontro para pensar e fortalecer parcerias permanecentes para o desenvolvimento produtivo da Bahia. “O Sistema S é um modelo para todos os países que buscam o desenvolvimento. Aqueles não falam bem do trabalho executado pelo Sistema S precisam conhecer a fundo os resultados que estão sendo apresentados à sociedade”, complementou.

Também estiveram presentes Carlos Andrade, presidente da Fecomércio Bahia; Humberto Miranda, presidente da Faeb; Vladson Menezes, diretor executivo da Fieb; e João Martins, presidente da Confederação da Agricultura do Brasil (CNA); e os parlamentarem Zé Neto (PT-BA) e Bacelar (Podemos-BA).

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta