Nos últimos anos, estão surgindo cada vez mais empresas e marcas oferecendo ao público alimentos saudáveis, orgânicos e livres de exploração animal. Essa tendência traz à luz startups que, com base na tecnologia, ajudam os consumidores a realizarem uma mudança na forma de se alimentarem.

Este é o caso da Chowbotics, startup do Vale do Silício, fundada em 2014, por Dr. Deepak Sekar, também CEO da startup. Também constitui o board da empresa Rich Page, que criou alguns dos primeiros Macs da Apple e trabalhou com Steve Jobs na NeXT.

O primeiro – e único – produto da empresa até hoje é a Sally The Robot, robô cuja tecnologia proprietária distribui automaticamente quantidades exatas de até 22 ingredientes – atualizados diariamente – para criar uma salada a qualquer hora do dia.

A primeira Sally The Robot chegou ao mercado em 2017. Ao todo, a startup já captou mais de US$17 milhões em rodadas de financiamento, de nomes como Techstars, Foundry Group, Central Texas Angel Network Galvanize Ventures, Geekdom Fund e o dono de 15 restaurantes da rede McDonald’s.

Em uma tela toutchscreen, o cliente escolhe pode escolher entre uma das opções sugeridas pelo robô ou personalizar sua salada com as verduras e legumes que deseja e a máquina prepara automaticamente a receita, entregando em poucos segundos a refeição. Além disso, a máquina mostra para o consumidor quantas calorias exatamente há na refeição. A aquisição de um robô Sally para um estabelecimento custa cerca de US$30 mil, mas há também opções onde os estabelecimentos podem alugar o robô por volta de US$500 ao mês. Já as saladas, o valor varia de acordo com a receita escolhida pelo cliente.

De acordo com Mara Behrens, vice-presidente de marketing e design da companhia, há um aumento da demanda por vegetais e refeições à base de plantas, e a tendência para comer alimentos frescos e saudáveis ​​chegou para ficar. “A Sally oferece uma solução para a indústria de serviços alimentícios para atender à crescente demanda por alimentos frescos, oferecendo a oportunidade de atender às diversas necessidades dos consumidores que têm preferências alimentares específicas. Também vimos a tecnologia, incluindo robôs, se tornar cada vez mais popular. Mais pessoas e empresas estão adotando e utilizando a tecnologia como uma importante ferramenta da indústria de serviços alimentícios”, explica.

Para Mara, a tecnologia está ajudando a mudar a relação da sociedade com a alimentação. “Pode ser difícil encontrar comida rápida, fresca e conveniente, mas a tecnologia, incluindo Sally, está facilitando”, diz, afirmando que o robô da Chowbotics ajuda as pessoas a se alimentarem de forma muito mais saudável. “A Sally fornece refeições nutritivas que são nutricionalmente equilibradas e na porção exata para garantir que as informações nutricionais sejam precisas. O objetivo da nossa empresa é tornar os alimentos frescos acessíveis e a um custo baixo, usando a tecnologia robótica”, completa.

Atualmente, mais de 70 robôs Sally são implantados em escritórios, hospitais, aeroportos, universidades e universidades nos Estados Unidos, Canadá e Europa. Um dos planos da startup, entretanto, é expandir as operações para a América Latina.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta