O mercado de carne plant based têm ganhado força ao redor do mundo e no Brasil não poderia ser diferente. Lançada em abril, a Fazenda Futuro, foodtech 100% brasileira dedicada à produção de de carne à base de plantas, sem nada de origem animal, mas que promete o mesmo gosto, textura e suculência da carne bovina, acaba de lançar a versão 2.0 do seu hambúrguer.

O Futuro Burger usa em sua base de ingredientes proteína de ervilha, proteína isolada de soja e de grão de bico, além de beterraba para imitar a cor e o sangue da carne, tudo sem glúten e sem transgênicos. Segundo a empresa, essa nova versão promete ser mais carnuda, suculenta e com menos sódio, e calorias, sugestões dos próprios consumidores.

Veja os números Futuro Burger 2.0 abaixo:

  • 11% menos calorias
  • 23% menos carboidratos
  • 13% menos gordura
  • 32% mais fibras
  • 06% menos sódio

Com Marcos Leta e Alfredo Strechinsky à frente da Fazenda Futuro, ambos empreendedores experientes e com uma trajetória de sucesso em negócios disruptivos, a empresa, com apenas seis meses de atividade já se consolidou como player ao captar US$8,5 milhões em sua primeira rodada investimento externo.

No vídeo abaixo, Marcos Leta, Fundador da Fazenda Futuro, conta mais detalhes sobre o lançamento:



“Desde o lançamento, temos construído uma comunidade entusiasmada e disposta a aprender mais sobre a carne à base de plantas, mas, principalmente, interessada em mudar sua relação de consumo com esse tipo de alimento e sua relação com as empresas com propósitos claros. Nossos produtos são democráticos e inclusivos, pois trabalhamos em tecnologia e inovação para que as pessoas possam fazer escolhas melhores sem abrir mão do que gostam. Hoje, continuamos com a meta de tornar a carne de plantas mais barata que a de origem animal, melhorando nossos produtos, ampliando portfólio, mantendo a transparência e qualidade que só a Fazenda Futuro tem”, destaca Marcos.

Nós testamos 

Durante o evento de lançamento, pudemos experimentar três versões do Futuro Burger 2.0, e a opção totalmente vegana, com pão e queijo diferenciados. As opiniões você confere abaixo:

Não sou vegetariana e nem vegana, mas testei as três opções e garanto, é possível sim, comer o Futuro Burger sem lembrar que ele é feito à base de plantas. As três opções estavam realmente deliciosas, mais leves do que um hambúrguer tradicional e muitas saborosas. A opção totalmente vegana, ainda é muito diferente pra mim, mas o que mais senti a diferença foi no queijo, que possui uma textura diferente e não derrete tanto quanto os comuns. 

Já Maria Branco, vegetariana e que também já havia testado a versão 1.0 do lanche se surpreendeu. “O hambúrguer do futuro quebrou um paradigma para uma vegetariana que é um pouco “enjoadinha” para comer. Nunca conseguia comer um hambúrguer vegetariano inteiro, pois não gostava da textura. Fiquei muito feliz quando provei a primeira versão, sem deixar nem uma sobrinha no prato. Amei ainda mais a versão 2.0, que ficou mais leve, saborosa e com uma textura ainda mais parecida com a da carne”.

Ficou curioso para experimentar? Hoje já é possível encontrar o Futuro Burger em mais de 3.800 pontos de venda por todo o Brasil entre restaurantes, lanchonetes, redes varejistas de supermercados, fast-foods e e-commerces.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta