Prefeitura de São Paulo, por meio das secretarias de Inovação e Tecnologia e de Mobilidade e Transportes, promoverá nos dias 8, 9 e 10 de novembro a Radartona Mobiliza Mais SP, um hackathon em busca de soluções inovadoras para a utilização de informações da base de dados dos cerca de 900 equipamentos de fiscalização eletrônica – os radares – em funcionamento atualmente na cidade.

O hackathon é uma atividade da Prefeitura de São Paulo em parceria com a Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito e o Banco Mundial, além do apoio da Vital Strategies. O objetivo é abrir os dados de radares da cidade de São Paulo para melhorar as políticas públicas de mobilidade urbana e segurança viária.

A Radartona Mobiliza Mais SP é composta por três iniciativas: 1) abertura de edital para projetos de ferramenta tecnológica na disponibilização e uso do banco de dados; 2) abertura de edital para projetos de soluções de desafios na aplicação dos dados; 3) hackathon para desenvolver os projetos inscritos nos dois editais.

O edital Concurso de projetos MOBILIZA+SP: Dados de Radares” visa o desenvolvimento de uma ferramenta tecnológica para disponibilizar e acessar a base de dados dos radares, voltado para pessoas jurídicas.

E o edital “Concurso de projetos MOBILIZA+SP: Dados de Radares – Desafios” busca encontrar soluções alternativas para o uso desses dados, relacionando com outros indicadores como acidentes, clima, GPS dos ônibus, velocidade média entre outros – voltado para pessoas físicas.

O Hackathon

A inscrição em qualquer um dos concursos já garante participação no hackathon, que ocorrerá entre 8 e 10 de novembro no Mobilab+ (Rua Boa Vista, 128 | mezanino, Centro, São Paulo/SP).

“Essa Radartona do Mobilab+ é um avanço importante na qualidade do uso de Big Data na cidade de São Paulo. Mais do que abrir dados públicos, também convocamos a sociedade civil para desenvolver, junto com a Prefeitura, soluções estratégicas de mobilidade e segurança viária. Usar a tecnologia para que as pessoas possam viver melhor na cidade é o lema da nossa gestão”, afirma Daniel Annenberg, secretário municipal de Inovação e Tecnologia.

Já o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, explica que “a abertura e a análise dos dados fornecidos pelos radares serão muito importantes para o desenvolvimento e a implementação de políticas públicas. O objetivo é que essa parceria entre a Prefeitura e a sociedade resulte em um conjunto de ações que melhorem a fluidez no trânsito, a segurança e a qualidade de vida dos cidadãos”.

Para Pedro de Paula, coordenador executivo da Iniciativa Bloomberg, “A abertura da base de dados de radares e o uso dela com outras bases, além de promover transparência para as ações da Prefeitura, ajuda a incentivar cada vez mais a aplicação de políticas baseadas em evidências, que possam ser monitoradas, avaliadas e aprimoradas. Acreditamos que esse programa é um importantíssimo passo da cidade de São Paulo na consolidação de políticas capazes de salvar vidas e melhorar a mobilidade dos cidadãos paulistanos”, afirma.

Concurso para Solução API

O “Concurso de projetos MOBILIZA+SP: Dados de Radares” tem por objeto a seleção de projetos e a contratação de uma resolução tecnológica que melhor responda à questão: “Como organizar os dados obtidos por meio de equipamentos de fiscalização eletrônica de trânsito (radares), no município de São Paulo, e disponibilizá-los para utilização pela Administração Pública e pela comunidade em geral?”

O desafio será composto por duas etapas. Na primeira, que ocorrerá durante o hackaton, os três projetos mais bem classificados ao final serão selecionados para a fase seguinte e receberão R$ 10 mil cada um.

Na etapa seguinte, de desenvolvimento da proposta, aquela que melhor atender as expectativas dos jurados será contratada pela Prefeitura de São Paulo para implantação da solução final e receberá o grande prêmio de R$ 70 mil.

Poderão se inscrever pelo formulário pessoas jurídicas: microempreendedores individuais, startups e empresas brasileiras enquadradas como microempresas ou empresas de pequeno porte, em equipes de 2 a 5 participantes. Acesse o link para ter acesso ao edital.

Concurso dos 6 Desafios

O segundo edital é o “Concurso de projetos MOBILIZA+SP: Dados de Radares – Desafios”, que propõe o desenvolvimento e apresentação de soluções de tecnologia da informação e comunicação digital que respondam às seguintes provocações:

  • Como podemos usar de forma inovadora a amostra da base de dados de radar de São Paulo

1) no cálculo de velocidades médias;

2) para medir a precisão de radares;

3) para garantir a privacidade dos dados de cidadãos;

4) para estabelecer uma relação entre clima e trânsito;

5) para melhorar a mobilidade urbana e o transporte público (ônibus);

6) na prevenção de acidentes.

O concurso será composto por uma única etapa, que será presencial, durante o hackathon. As inscrições devem ser feitas acessando o formulário online e poderão se inscrever pessoas físicas maiores de 18 anos em modalidade individual ou equipes de 2 a 5 participantes. Cada pessoa ou time inscrito pode escolher até dois desafios. O edital completo está disponível no link.

Os dois editais de Concurso de Projetos já estão abertos para inscrição e ficarão abertos até dia 7 de novembro, ao meio-dia. Os prêmios a todos os vencedores somam R$ 160 mil.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta