A Softys, empresa global voltada para o cuidado e higiene das pessoas, em parceria com o Centro de Innovación UC Anacleto Angelini da Universidad Católica de Chile e Amulén, a fundação da água, lançou o ‘Softys Water Challenge’, desafio que busca reunir empreendedores que desenvolvam soluções inovadoras para permitir o acesso à água potável em áreas vulneráveis, gerando um impacto direto na saúde e higiene das comunidades.

Em sua primeira versão, o concurso realizado no Brasil, Chile, Argentina, Peru, Equador, Colômbia e Uruguai tem como objetivo identificar soluções que melhoram o acesso à água potável em comunidades que não a possuem atualmente. Só no Brasil, 35 milhões de pessoas continuam sem acesso à água para consumo diário e, na América Latina, o número é de cerca de 37 milhões.

O projeto será desenvolvido em etapas e, ao final do processo, o ‘Softys Water Challenge’ terá três vencedores que receberão um prêmio em dinheiro para desenvolver suas ideias. Da mesma forma, quem obtiver o primeiro lugar receberá financiamento extra para implementar sua solução em alguma comunidade, idealmente próxima às operações da Softys a nível regional.

Além dos vencedores, o concurso vai contribuir com as 20 soluções pré-selecionadas com apoio do Centro de Innovación UC, que fornecerá suporte e monitoramento no modelo de negócios e na aplicação da tecnologia das startups. “Nosso objetivo é desenvolver marcas e produtos que ofereçam o melhor atendimento às pessoas no dia a dia e em todas as fases da vida, e sabemos que não podemos obter esse cuidado sem água. A crise ambiental e hídrica é uma realidade tanto global quanto local, que nos desafia fortemente na região. Nesse contexto, nasceu o ‘Softys Water Challenge’, a partir de nosso foco na sustentabilidade e da nossa convicção de gerar um impacto positivo nos arredores, em nossos clientes, em nosso pessoal, nas comunidades em que estamos presentes e, é claro, no meio ambiente”, afirma Gonzalo Darraidou, Gerente Geral da Softys.

A fase de inscrição já está aberta e termina em março e deve ser feita no site. Posteriormente, entre 13 e 26 de abril, os projetos finalistas serão anunciados, e os três vencedores serão divulgados em maio. A implementação da ideia vencedora será entre junho e dezembro de 2020 em um local a ser definido com base nas características da própria solução e seus requisitos.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta