A trampos.co, plataforma que conecta talentos de comunicação e tecnologia à empresas de todo o Brasil, junto a instituições que auxiliam a capacitação de mulheres, negros e a comunidade LGBTI+ como Laboratoria, PretaLab, Banco de Talentos Negros, Todas as Letras e Nicho 54, se uniram para oferecer a esses profissionais mais visibilidade na busca por recolocação no mundo corporativo.

O objetivo da parceria é viabilizar a introdução ou a expansão da diversidade nas organizações e desenvolver um ambiente de trabalho mais inclusivo. “Em um ambiente em que todos possam se sentir respeitados e livres, a motivação aumenta assim como o desenvolvimento profissional”, afirma Tiago Yonamine, especialista em recrutamento e CEO do trampos.co.

De acordo com uma pesquisa realizada com 1.007 empresas de 12 países, incluindo o Brasil pela McKinsey & Company em 2019, as empresas com relação estreita com a diversidade tiveram resultados financeiros 21% a mais do que as de menor diversidade. Comprovando a correlação entre equipes mais diversas e o aumento de performance, que além de dar espaço para pessoas que pertencem à grupos de minorias, as empresas que abraçam a diversidade possuem vantagem competitiva em relação às demais.

Serão mais de 100 candidatos com contas Prime ativadas no trampos.co por tempo indeterminado para que tenham prioridade nas buscas das empresas cadastradas quando procurarem por profissionais de Rádio e TV, marketing, programação, entre outras áreas de tecnologia e comunicação.

Conheça mais sobre as associações parceiras

  • A Laboratoria é uma organização social que forma e prepara mulheres para o universo digital e oferece apoio às organizações que fazem parte desse ramo;
  • O PretaLab é um projeto que aproxima as mulheres negras das empresas de tecnologia e inovação, dando mais espaço e visibilidade à elas;
  • O Banco de Talentos é um projeto criado pela jornalista Beatriz Sanz, seu objetivo é reunir os currículos de profissionais negros da área de comunicação em um mesmo lugar, dessa forma as empresas podem acessar o banco de dados livrementes para selecionar profissionais;
  • O projeto “Todas as Letras” auxilia a inserir membros da comunidade LGBTI+ no universo da tecnologia. Esse processo é feito em 3 etapas:  capacitar, inserir e crescer. A ideia é preparar pessoas não só para ingressarem nesse ramo, mas sim para atingir cargos de confiança.
  • O Nicho 54 é uma instituição que atua na inserção de negros no universo audiovisual, auxiliando na capacitação e crescimento profissional dessas pessoas.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta