A 99 anunciou a expansão do 99Entrega para mais 11 cidades. A modalidade, que foi lançada em junho inicialmente em Goiânia, possibilita aos usuários enviarem objetos pessoais a conhecidos e familiares de forma simples, segura e rápida. A novidade agora está disponível para as cidades de Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

A nova funcionalidade foi pensada para ajudar a ampliar os ganhos dos motoristas parceiros no período de isolamento social, bem como garantir mais conveniência para os usuários. Nas cidades em que está presente, a modalidade já representa até 5% do volume total de corridas diárias.

Segundo a empresa, os motoristas parceiros tiveram um aumento médio em seus ganhos de 21% ao realizarem corridas com o 99Entrega, registrando até 26% em algumas cidades. Esse aumento foi possível porque usuários têm enviado objetos a destinos 14% em média mais distantes do que em outras categorias. Em algumas capitais, a distância da corrida com o 99Entrega chega a ser até 34% mais longa.

Os números apontam que os usuários da 99 estão buscando opções mais acessíveis e seguras para se manter conectados a familiares e conhecidos durante a pandemia. Em pesquisa proprietária e de múltipla escolha, a 99 identificou que os usuários da nova categoria vem optando pelo serviço pela facilidade de uso do aplicativo (34%), preço do serviço (32%) e segurança (23%). Do total pesquisado, 85% se declarou satisfeito com o serviço, atribuindo notas entre 7 e 10 (53%).

“Esse lançamento reforça nosso compromisso em ajudar motoristas parceiros a manterem seus ganhos em um momento tão adverso. Tivemos muito cuidado ao desenhar a categoria, levando sempre em consideração as necessidades de nossos usuários, com foco em segurança, conveniência e acessibilidade”, afirma Davi Miyake, diretor de Operações e Produto da 99.

Até a primeira quinzena de agosto, acontece uma nova onda de expansão, chegando em mais 20 cidades do País, inclusive capitais. No total, serão 32 cidades com a nova categoria.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta