Festival reúne produtos do segmento da moda em uma plataforma online, com cadastro gratuito para empreendedores

Queda nas vendas e de faturamento. Essa é a realidade de muitos pequenos negócios paraenses nessa pandemia. Para ajudá-los, o Sebrae no Pará realiza, de 12 a 29 de agosto, o Liquida Fashion, festival online voltado para os negócios do segmento da moda, que ocorre na plataforma digital Amazônia Market.

O lançamento oficial do evento foi realizado na quarta-feira (12), em uma live no Instagram do Sebrae no Pará, com a presença do diretor-superintendente da instituição no estado, Rubens Magno.

Os interessados em aderir ao evento ainda podem se cadastrar gratuitamente na plataforma, onde terão a oportunidade de mostrar seus produtos nessa grande vitrine de negócios, com visibilidade de um grande público.

O evento online oferece produtos de moda masculina, feminina, infantil, calçados e acessórios. Além disso, conta com uma ampla programação técnica sobre estratégias de vendas e relacionamento com o cliente, voltada exclusivamente para os empresários cadastrados.

O Liquida Fashion faz parte do calendário de campanhas programadas do Sebrae. “O objetivo com elas é movimentar a economia por meio da geração de receita para os pequenos negócios locais, além de oportunizar ao público compras de diversos produtos de qualidade e com preços atraentes”, destaca o diretor Rubens.

Cadastro
Um dos principais critérios de participação no festival é que a empresa seja formalizada. Para garantir a vaga, o empresário deve acessar a plataforma Amazônia Market para cadastrar o empreendimento e receber um e-mail de confirmação.

Também é de responsabilidade do empresário administrar seus produtos na plataforma, escolher um mix de produtos com preços diferenciados para ofertar no Festival e inserir a descrição corretamente dos produtos, como tecido ou material, medidas da grade de tamanho e quantidades por tamanho.

Também é necessário que empresa tenha uma política de delivery ou ofereça ao cliente a opção Take and Go e ir buscar o produto, já pago, no estabelecimento, além de ter política de pagamento estabelecida por meio de cartão de crédito ou outros pagamentos online (picpay, paypal, entre outros).

Outro fator decisivo para estar no evento é que esses empreendedores devem ter implantado em seus negócios medidas de segurança na prevenção do novo coronavírus, em todos os processos e entrega junto ao cliente.
Esse é o segundo evento desse tipo. O primeiro, o Festival Junino, reuniu a gastronomia típica do período.

Retorno para os empresários
Além de ampla visibilidade do seu estabelecimento e geração de renda, os estabelecimentos participantes terão direito à máscara digital do festival para a divulgação do produto e para o perfil de sua empresa e posts e stories divulgando os produtos participantes do festival por região nas redes sociais do Sebrae no Pará. Eles também têm acesso à consultoria em marketing digital com acompanhamento do cadastro, qualidade na inserção de produtos e logomarca no site, feedback de inteligência, direcionando a empresa às melhorias necessárias para vender mais no festival; e trilha de capacitação voltada para a presença digital e cursos EAD.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta