Conheça a trajetória da estrategista de estilo, Ana Carolyne Rodrigues, personagem do Mês da Inovação, promovido pelo Sebrae, que começou seu negócio com divulgações no Instagram

Quando Ana Carolyne Rodrigues iniciou no mundo do empreendedorismo, há cinco anos, ela sabia do potencial das redes sociais, mas não imaginava o papel primordial dessas ferramentas na expansão do seu negócio. A jovem de 25 anos lançou seu primeiro produto focado em consultoria de imagem, serviço no qual atendia clientes interessadas em otimizar seu estilo de vestir. A Estilo Carol Rodrigues nasceu com grande atuação no Instagram e se tornou um sucesso com o público de Teresina (PI). A partir daí, a empresa cresceu tanto que deu origem a duas frentes: a escola para consultores Crie Imagem e a Agência Estilo Carol Rodrigues.

Atualmente, Ana Carolyne conta com uma equipe de cinco consultoras e uma assessora de imprensa para dar conta de todas as demandas. Na agência ela continua prestando atendimento de consultoria e, na escola, ela e seu time profissionalizam novas consultoras para atuarem no segmento de moda. “Sempre amei moda com essa pegada de consumo consciente e queria direcionar melhor as clientes nesse sentido. As redes sociais foram fundamentais, uma vez que, quando você abre um negócio tão novo, as pessoas têm muita dificuldade de entender o que é e enxergar valor nisso”, afirma a jovem empreendedora.

De acordo com a empresária, foi por meio das redes sociais que ela pode desmitificar diversos temas ligados à moda e à captação de novos clientes. “Por meio das redes sociais consegui disseminar informação sobre minha profissão, explicar para o meu público o que é a consultoria de imagem. Também pude mostrar comoa imagem que você constrói através da sua roupa pode impactar diretamente sua vida pessoal e social. Apesar da roupa não definir uma pessoa, ela sempre conta uma história sobre quem está vestindo. Muitas pessoas acham que esse serviço é caro ou desnecessário, por isso, o uso das redes sociais foi fundamental para quebrar esses paradigmas”, analisa.

Todos os atendimentos, consultorias e cursos ofertados são passíveis de serem feitos também de modo online. Durante a pandemia do coronavírus, essa atuação foi ainda mais fortalecida e o público embarcou no consumo de conteúdo através das redes sociais. Ana Carolyne explica que as coisas foram acontecendo de forma bem intuitiva. Ela nunca fez curso específico para operar as ferramentas, mas sempre usou redes sociais como Facebook e Instagram. “Apesar de nunca ter estudado, sou usuária há muito tempo e busco sempre ler sobre marketing digital. Nossas principais estratégias são focadas em produção de conteúdo com propósito, com estudos por trás que direcionam as postagens aos clientes, com base em funil de vendas e aproximação real com o público”, afirma.

Por fim, Ana deixa um recado inspirado para quem deseja inovar e empreender: “Nossa empresa considera que inovar é reinventar. Não necessariamente criar algo novo e excepcional, mas sempre se adaptar em relação a si próprio. As pessoas esperam uma inovação incrível e diferenciada – o que é muito bom, mas também é relativo. A inovação pode existir dentro do seu próprio contexto, no seu próprio negócio, apenas fazendo algo que você não fazia antes. Tem uma frase muito bacana do Benjamin Disraeli que reflete muito esse pensamento:o segredo do sucesso é a constância do propósito”, conclui.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta