InEvent, empresa de inteligência em tecnologia para eventos virtuais corporativos, recebeu um aporte de US$ 2 milhões, o que leva seus investimentos totais recebidos a US$ 2,5 milhões (cerca de R$13,6 milhões), em investimento da Storm Ventures, uma empresa americana de venture capital focada em investimentos empresariais em estágio inicial.

Segundo Pedro Góes, fundador e CEO da InEvent, o investimento vindo da Storm Ventures será direcionado principalmente para a área de inovação de produtos, além de tecnologia para melhoria na gestão de eventos híbridos. Somente em 2020, mais de 6502 eventos híbridos foram hospedados na plataforma, resultando em mais de 60 milhões de minutos de streaming. A expectativa é que também deva aumentar o número de inscrições na InEvent, que hoje gira em torno de 22.000 por mês.

Hoje, com mais de 531 clientes, a startup pretende triplicar sua receita em 2021, seguindo o crescimento alcançado no ano passado que foi onze vezes maior aos números atingidos em 2019. Entre as empresas que utilizam a ferramenta estão Banco Santander, Itaú, Cielo, Renault, XP Investimentos, KPMG, Amazon, Facebook, CNN, Grupo Globo, Coca Cola, Embraer, Hospital Albert Einstein, Ambev, entre outras.

Pedro Góes, fundador e CEO da InEvent.

Com sede em Wilmington, estado de Delaware nos Estados Unidos, a startup foi fundada em 2013 no Brasil e é liderada por Pedro Góes (CEO), Mauricio Giordano (CTO) e Vinícius Neris (CRO) – ex-alunos de Engenharia da USP (campus São Carlos). No começo, trabalhava como uma agência de eventos. Mas rapidamente a InEvent migrou para um modelo SaaS.

Em 2019, a Y Combinator, a maior e mais respeitada aceleradora americana, selecionou a InEvent para fazer parte do seu portfólio. “Nosso sonho na época em que ainda estávamos no Brasil era internacionalizar o nosso negócio. Fazer parte da Y Combinator fez parte dessa estratégia. Tanto que a participação neste programa nos rendeu um aprendizado e abriu portas como a da Storm Ventures”, diz Góes.

Os números ascendentes da InEvent acompanham a tendência de expansão dos eventos virtuais pelo mundo. De acordo com relatório do Grand View Research, com base no que se viu em 2020, estima-se que os eventos online movimentará US$ 774 bilhões até 2030. “Seja presencial ou virtual, a plataforma contribui para tornar qualquer evento corporativo estruturado e customizado com infinitas possibilidades de engajamento, design e interação”, finaliza Góes.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta