Ter um braço digital é hoje um passo obrigatório para qualquer negócio. Mas a questão de como fazer ainda é um problema. O empreendedor deve ter um domínio, e-mail, forte segurança no seu sistema e um meio de utilizar a nuvem. Essa trajetória muitas vezes pode não ser simples.

Raquel Dalastti, head de produtos na Locaweb, ressalta que estes cinco passos são hoje “uma condição básica de sobrevivência para qualquer negócio”. Mas como você, que está criando a sua empresa ou que tem há anos um negócio apenas físico, consegue efetuar essa jornada para o digital de maneira assertiva?

Conheça aqui cinco soluções que irão ajudar a sua empresa a fazer sucesso online.

1) Registro de domínio

Primeiro passo (e um dos mais importante) para ter um site e começar a sua presença online. O registro de domínio é como a patente do seu endereço web. Nele você registra o nome que quer para o seu negócio, como por exemplo lojadojoão.com.br. Fique atento aqui ao período de renovação para não perder o seu registro.

2) Criação/Hospedagem de site

É o cartão de visita do seu negócio. Onde os seus potenciais clientes vão encontrar mais informações sobre os seus produtos ou serviços. Um site com um bom design e uma URL própria passa credibilidade para a sua empresa. Vale também mencionar a importância da usabilidade. Afinal, ninguém tem paciência para navegar em uma aplicação que trava ou que as informações estão distribuídas de uma maneira confusa, não é mesmo?

Não somente ter um site disponível, é preciso que ele seja seguro. O SSL (Secure Socket Layer) possibilita um nível maior de segurança, fazendo com que as informações trafegadas em seu endereço sejam criptografadas, impossibilitando que sejam utilizadas por hackers.

Ainda que hoje muitos contatos sejam feitos por serviços de mensagem instantânea, como WhatsApp e Telegram, o email ainda é extremamente relevante para os negócios, uma maneira de fazer um primeiro contato, realizar campanhas de marketing ou formalizar algum pedido. Um endereço próprio também transmite ao potencial cliente seriedade e credibilidade.

5) Virtual Private Server (VPS)

Os servidores privados virtuais são um ótimo recurso para passar para nuvem serviços que antes eram armazenados e distribuídos em um servidor próprio dentro da empresa. Ele oferece mais agilidade para programar com um baixo custo e possibilidade de acesso em todo o país com baixa latência. Com ele o desenvolvedor tem liberdade de criar o seu ambiente do zero ou usar uma interface pré programada.

“Com uma boa estrutura online o seu negócio tem muito mais chances de sucesso neste mercado extremamente competitivo que vivemos.”, finaliza Raquel.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta