O Summit Internacional de Inovação começa nesta terça-feira (17) e vai reunir grandes nomes da inovação do Brasil para fomentar a entrada de startups no mercado europeu.

Que uma boa ideia de negócio, capaz de gerar solução para problemas da sociedade, pode surgir em qualquer lugar, não há dúvidas. Que muitas empresas inovadoras, sobretudo as do Nordeste, têm condições de ampliar a escala de atuação e chegar também ao mercado internacional, também não é ponto de interrogação. Porém, os meios e os requisitos necessários para essa estratégia ser bem sucedida, assim como os riscos, são ainda o freio para grande parte dos empreendedores inovadores deixarem de incluir o mercado internacional no plano de negócio. As exigências e o perfil compatível de startup que o mundo exige serão o foco das discussões do Summit Internacional de Inovação, cuja programação começa nesta terça-feira (17). O evento vai reunir especialistas dessa área no Brasil e de Portugal para debater e trocar experiências com empreendedores locais e nacionais sobre essa questão. O encontro é completamente online e gratuito. As inscrições ainda podem ser feitas pelo site https://www.rn.sebrae.com.br/summit-internacional/.

“Trouxemos diferentes cases de diferentes países para esse evento. E essas interações facilitam a inovação. Quem participar do Summit terá condições de verificar o que mais se encaixa em sua realidade para que aplique no mercado local e mundial”, explica David Góis, gerente da Unidade de Negócios, Inovação e Tecnologia do Sebrae-RN.

David Góis explica que podem participar do evento empresas de qualquer segmento, tanto as empresas de base tecnológica e startups, quanto empresas tradicionais do varejo, comércio e indústria. “O mais importante é que eles absorvam esses direcionamentos, vistos nesses casos de sucesso, e adaptem à sua realidade. Quanto mais heterogêneo for o evento, mais rico se torna, facilitando a inovação, a identificação e a execução da inovação na empresa”, diz.

Públicos variados

Durante quatro dias, gestores de instituições integrantes de ecossistemas de inovação, comunidades de startups, empreendedores digitais, donos de empresas inovadoras, geeks, gamers, investidores, estudantes e amantes da tecnologia vão discutir os principais aspectos da internaciolização dessas empresas, levando em conta, temas como gestão, planejamento, governança, sustentabilidade e marketing. O evento é promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte e co-produzido pelo Instituto Metrópole Digital (IMD-UFRN), FIERN, Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Prefeitura de Natal e Rede Potiguar de Incubadoras e Parques Tecnológicos (Repin), juntamente com a Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Brasil-Portugal. 

A ideia é concentrar esforços para criar um ambiente virtual de aprendizagem, trocar experiências e conhecimento para incentivar o desenvolvimento do ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte, com foco no mercado internacional. A programação é abrangente e vai envolver os principais nomes do cenário digital do país e experiências bem sucedidas de hubs de inovação no Brasil e na Europa. Uma oportunidade imperdível de entender para onde esse segmento empresarial caminha no mundo. 

 Programação diversificada

Todo o encontro terá como host o escritor, palestrante e profissional de marketing, Rodrigo Geammal. O especialista carrega na bagagem 14 anos de experiências com projetos de marketing de projetos de incentivo de vendas e projetos na área esportiva, tendo o Palmeiras e Atlético como clientes. Toda a condução dos painéis será feita por ele. Já no primeiro dia, o Summit se dedica aos gestores de comunidades de inovação para fomentar sistemas e ecossistemas de integração digital. Será realizado um painel com a participação de Mariana Inês Cabral (Portugal), Valter Pereira (Impact Hub) e Renata Ramalhosa (Seahub-RN). A proposta é estimular o desenvolvimento do PotiguarUP, um sistema que possa integrar todos os elos do ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte.

No segundo dia, o norte das discussões passa pelo desafio de fomentar o Internacionaliza RN, um programa em que estão comprometidos os parceiros e organizadores do evento, com o intuito de ampliar o número de empresas e startups do RN e do Nordeste que levam a sua atuação além das fronteiras do Brasil, sob a mediação de Gabriela Martins. O primeiro painel será conduzido por Filipe Silveira, apresentando os exemplos do brasileiro Impacta Hub e do português Madan Parque. No segundo painel, serão os desafios jurídicos da internacionalização que entram em debate, com palestra de Nathália Grizzii, do escritório Martorelli Advogados, e como convidada local a Roboeduc (RN). As palestras serão voltadas para startups e integrantes do ecossistema de inovação em geral.

“Nosso ecossistema de inovação está no momento em que a internacionalização deve permear um papel central nas nossas discussões, uma vez que estamos inseridos em um mundo cada vez mais globalizado e o processo da internacionalização é totalmente viável, mas que precisa de capacitação e planejamento cuidadoso para ser bem executado. Já temos empresas e capital intelectual capazes de oferecer pesquisa de ponta, produtos e serviços inovadores para dentro e fora do país. No contexto da academia, se percebe uma correlação bem positiva entre cooperações internacionais e a quantidade e qualidade de produção científica. Já no contexto empresarial, a internacionalização é uma saída para as crises econômicas nacionais, além de promover estabilidade, fortalecimento de marca, ampliação de lucros e o desenvolvimento de bens e serviços de maior qualidade”, ressalta o ex-diretor do Parque Tecnológico Metrópole Digital, Anderson Paiva.

O palco traz o tema “Do Nordeste para o mundo: como preparar sua startup para decolar no mercado internacional”. O objetivo é desmistificar as impossibilidades de atuação internacional das startups nordestinas. O terceiro dia da programação do Summit Internacional de Inovação destaca a inovação e a criatividade como base para os negócios, tanto digitais quanto tradicionais. Nos dias seguintes, as discussões vão envolver marketing e sustentabilidade, com a participação de outros especialistas convidados.  A programação completa está disponível no site do evento.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta