Com uma ideia exclusiva no mercado, a dLieve trouxe mais segurança e confiança para o método de entrega brasileiro, melhorando a área que tanto cresceu durante a crise da Covid-19. Essa é um pouco da trajetória de Patrick Rocha, fundador da dLieve, que conversou na terça-feira (31) com Geraldo Santos, CEO do Startupi e João Kepler, CEO da Bossanova Investimentos, no Episódio#07 da série Exit in Action!.

Patrick contou durante o programa, que desde pequeno foi influenciado pela área logística em que sua família trabalhava, mesmo seguindo um caminho de emprego formal. Resolveu então entrar no mercado tecnológico e de inovação, mas acabou não tendo sucesso e quebrando a empresa recém-criada.

Na sua nova tentativa surgiu a dLieve, em 2015, uma empresa que consiste no rastreamento da entrega do produto após a compra, uma das grandes dores dos varejistas no e-commerce. Patrick explica que realizou diversos testes para confirmar a funcionalidade da plataforma, onde por meio da geolocalização do entregador, era possível acompanhar a logística de entrega. Nesse momento, recebeu um aporte da Bossanova Investimentos, que foi fundamental para escalar o produto e tornar a startup um case, passando a chamar atenção de outros investidores e de grandes empresas do mercado.

Com a aproximação da Vtex para a aquisição da empresa, a dLieve alavancou seu nível, passando a atuar para grandes empresas do mercado e renovando ainda mais suas prioridades. Patrick explica que a Vtex levou toda a equipe da dLieve para dentro do seu ecossistema, mas nem todas permanecem hoje pois não se adaptaram às novas regras de códigos e desenvolvimento.

“Com a aquisição, passamos a nos preocupar com problemas da Vtex e não mais apenas da dLieve. Uma vez que nos tornamos acionistas, a nossa preocupação passou a ser muito mais ampla, para ajudar a crescer a Vtex como um todo, e não apenas a dLieve”, afirma Patrick.

Patrick Rocha – dLieve.

A empresa se tornou um braço dentro da Vtex para coordenar a logística de entregas de empresas parceiras e hoje é exemplo de rastreio. Patrick contou ainda que nunca havia pensado em uma estratégia de saída, sempre se preocupou com o presente da empresa e de melhorar a produção atual. Comentou que a ideia sempre foi de fazer a empresa crescer, e uma hora ou outra pensaria no que fazer com a mesma.

Sobre uma dica aos empreendedores, Patrick comentou que é importante ter uma equipe para crescer com o negócio, explicou que várias cabeças pensam melhor que apenas uma e que nesse mercado a discussão sempre é o melhor caminho para novas ideias. “Se você tem uma ideia, mas está sozinho, não tenha medo de começar. Mas no meu exemplo foi muito complicado estar sozinho por que as vezes eu acreditava que minha ideia era boa, mas eu precisava de alguém pra me mostrar que eu estava errado. Também é importante ter foco no projeto, muitas vezes é melhor garantir um acerto que varias tentativas fracassadas.”

Confira abaixo o Episódio#07 na íntegra:

[embedded content]

Ouça também o Podcast do programa:


Quer participar dos próximos Episódios? Clique aqui, faça seu cadastro e receba os links de acesso.

Publicação Original


0 comentário

Deixe uma resposta